Na Cuia

Festival ManíFestar reúne ativismo cultural e político


#Festival

Imagem: divulgação.


Embalados pelas águas do Rio Tapajós, o festival ManíFestar tem o objetivo de reunir as diversas formas de manifestações artísticas e culturais que alertam para temas importantes referente ao dia 5 de Setembro, o Dia da Amazônia. A urgência climática, o desmatamento e os direitos das comunidades tradicionais da Amazônia serão o foco de uma programação que conta com sarau, vivências, formações, mostra audiovisual e shows durante a semana do dia 5 a 10 de Setembro, e se espalha por Santarém, Alter do Chão no Tapajós e nas aldeias Santo Amaro, Muratuba e Surucuá.



“O “Maní” vem da lenda da mandioca, base da alimentação de muitos povos, é dela que vem a farinha, a maniçoba, a macaxeira entre outros. Já “festar” é um verbo que significa se divertir, festejar e comemorar. Juntos os dois termos também formam a palavra “manifestar”, verbo que transmite a ideia de divulgar, tornar público, expressar. A partir deste conceito, a primeira edição do “ManíFestar” foi criado com muitas mãos para celebrar nossa cultura, divulgar as demandas dos povos do Tapajós e influenciar positivamente nas políticas e nas eleições em prol da Amazônia, das suas comunidades e ancestralidades.



O ManíFestar tem sido construído por juventudes que foram conectadas de Tapajós e Belém, uma construção coletiva que pretende potencializar os trabalhos, vivências e histórias de ativistas da Amazônia Paraense. A programação conta com formação interna de ativistas da organização, atividades educativas em escolas públicas, assembleia interna de povos indígenas e audiência pública. Além da programação cultural gratuita e aberta ao público.






“O que nós queremos com o Manifestar é a mudança de percepção da sociedade sobre os ativistas, sobre os defensores da floresta. O Festival é sobre a valorização da nossa cultura, das nossas raízes e ancestralidades, é pelo bem viver, dos modo de vida dos povos originários, das nossas comunidades quilombolas, extrativistas, ribeirinhas, lideranças comunitárias atuam no seus territórios e combatem a crise climática, atuando em cooperação, em coletividade, fazendo com que à nossa terra, à nossa sociedade possa ter uma continuidade, que nossa floresta se mantenha de pé, e possamos vivenciar uma política de vida que valorize a Amazônia e as pessoas que vivem na amazônia e a forma como nós estamos hoje no nosso território. O ManíFestar trás toda essa bagagem através da cooperação de diversas organizações de todo o estado do Pará para fazer esse grande “grito ancestral”, um grito à favor da vida, da floresta em pé, e convida a toda população do Tapajós para ecoar juntes esse grito pela Amazônia.” Convoca Matheus Botelho (@mathbbraga) produtor do festival.



SERVIÇO: I FESTIVAL MANÍFESTAR
De 05 a 10 de setembro em Santarém, vila de Alter do Chão e nas aldeias Santo Amaro, Muratuba e Surucuá, na região do Baixo Tapajós.
Confira a programação também no instagram @manifestaramazonia E no site: festivaisdiadaamazonia.com.br

Texto: Na Cuia - Produtora Cultural (@nacuiaprodutora)
  • Preto Ícone Twitter
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon