Marcos Melo

Festival Jambu Live 2022 reúne arte e Amazônia em programação gratuita


#Festival

Imagem: divulgação.


Valorizar a cultura amazônica e o trabalho de fazedoras e fazedores de cultura da região estão entre os principais objetivos do Festival Jambu Live. Este ano, pela primeira vez, o festival ocorre de maneira presencial, garantindo uma opção gratuita de entretenimento e acesso à cultura para quem mora em Belém. A terceira edição do festival ocorre entre os dias 16 e 20 de novembro em dois espaços e terá mais de 20 atrações, entre bandas, DJs e espetáculos cênicos. A programação também será transmitida na internet.



Este ano, o festival reúne mais de 20 espetáculos em diferentes estilos, ritmos e linguagens. A programação busca ser uma vitrine para artistas locais, sejam eles novos nomes ou que já estão na estrada há algum tempo. “O festival é esse espaço de visibilidade. Temos muitos artistas aqui no estado que às vezes as pessoas não conhecem. E é sempre uma surpresa muito boa conhecer tantos talentos e tenho certeza que quem vier vai sair daqui encantado”, afirma Regina Lima, docente da UFPA e coordenadora do Projeto de Extensão que realiza o Festival.






A edição deste ano traz como tema “A Amazônia é arte viva” e a pluralidade cultural da região é um dos pontos principais da programação. Junto a consultoria musical da cantora Dayse Addario, o festival fechou uma programação para não deixar ninguém parado. Entre os nomes desta edição na parte musical estão Thaís Badu, Arthur da Silva, Bruna BG, Raidol e MC Íra. Já nas artes cênicas, o festival trará uma apresentação da House of Híbrida, coletivo que reúne artistas LGBTI+, também terá a escola Ribalta e um espetáculo exclusivo de Jothan Netto.



A programação ocorre em dois espaços, em Belém. Entre os dias 16 e 18, o Festival Jambu Live estará rodeado pelo Rio Guamá no Campus Guamá da UFPA. A programação começa às 17h. Já nos dias 19 e 20 o Festival aterrissa na Fundação Cultural do Pará, antigo Centur, numa parceria inédita com o Festival Amazônia FIDOC. Todos os dias do festival serão transmitidos ao vivo no canal do YouTube do Jambu Live.



Aposta Jambu: Desde a sua primeira edição, em 2020, o Festival Jambu Live busca ser um espaço de ampliação da visibilidade do trabalho de fazedores e fazedoras de cultura da música e das artes cênicas da Região Amazônica. Este ano, o Festival abriu uma seleção entre estudantes da UFPA para escolher uma voz para compor a programação desta edição. A vencedora da seleção foi a estudante do curso técnico em canto popular pela UFPA, Luize Liz. A estudante tem 20 anos e canta desde os 13, por influência do pai. Luize é natural do município de Igarapé-Miri, no Pará, mas veio morar em Belém para concluir os estudos. Luize lançou sua primeira canção em 2018, intitulada “Pra Ser Feliz”, dos autores Moisés e Renato Sinimbú. Agora, a cantora sobe ao palco do Jambu Live como uma aposta da nova geração da música paraense.




SERVIÇO: Festival Jambu Live 2022
Dias: 16 a 20 de novembro
Local: Na UFPA e na Fundação Cultural do Pará
Programação gratuita
Mais informações em @jambulive nas redes sociais.


Texto: Marcos Melo (Assessoria de Imprensa)
  • Preto Ícone Twitter
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon