top of page

11 de mar. de 2024

  • Preto Ícone Twitter
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Matheus Botelho

Exposição performática traz narrativas de re-existências LGBTQIAPN+ ao público paraense


 A exposição tem como inspiração o Tibira do Maranhão, pertencente ao povo Tupinambá, documentado como primeiro assassinato por LGBTFobia do Brasil.



#Exposição

Rafael Matheus Moreira: Uiaras Defendendo o Paraiso - 2019 - Exposição Deslendário Amazônico / Imagem: divulgação.

A exposiçãoDegenerado Tibira: O Desbatismoestreia nesta terça-feira (12) , às 19h, no Museu de Arte da Unama da Alcindo Cacela, com programação de abertura e pocket show de Leona Vingativa. Em sua visita a Belém, a exibição busca trazer reflexões de re-existências LGBTQIAPN+ através de obras performáticas assinadas por artistas do Norte, Nordeste e América Latina. A exposição tem como inspiração o Tibira do Maranhão, pertencente ao povo Tupinambá, documentado como primeiro assassinato por LGBTFobia do Brasil.


Com mais de 30 obras de artistas do Norte, Nordeste e América Latina, “Degenerado Tibira: O desbatismo” tem Tibira do Maranhão como disparador curatorial, personagem da história não oficial brasileira. Tibira foi assassinado brutalmente no século XVII, pelo crime de sodomia e com a justificativa de purificar a terra das maldades, as frades francesas da ordem dos Capuchinhos, forçadamente o batizaram para que depois fosse assassinado por uma bala de canhão.


Anúncio



“Historicamente as obras de artistas do Norte e Nordeste só são valorizadas quando elas descem pro eixo Sudeste, principalmente São Paulo e Rio de Janeiro, então queríamos fugir dessa armadilha, construindo um espaço de valorização de vida e produção artística de narrativas LGBTQIAPN+ nos nossos territórios, indo contraponto da violência histórica que essas regiões sofrem, construindo essa itinerância em Belém.” conta Eduardo Bruno, que é um dos curadores da exposição.



Serviço: EXPOSIÇÃO “Degenerado Tibira: O Desbatismo”
Abertura dia 12/03 (Terça-feira) às 19h
Visitação de 13 de março a 26 de abril de 2024, das 14h às 20h (gratuita)
Local: Museu de Arte da Unama (Av. Alcindo Cacela 287, Belém)
Informações @artesvisuais.unama / @nacuiaprodutora / @amazoniana.ufpa

Announcement

#COLUNAS

WhatsApp Image 2024-02-14 at 21.21.23.jpeg

Franciorlis ViannZa - Escritor 

Paulo Ferreira - Escritor e Jornalista

bottom of page