top of page

2 de dez. de 2022

Nicobates Amador

Bárbara Alves canta as histórias de Porto Salvo no município de Vigia


#Musica

Bárbara Alves e integrantes da Banda SOM25 na Vila de Porto Salvo (Vigia) - Imagem: divulgação.



No próximo sábado, dia 3 de dezembro, quando as notas da flauta transversal de Bárbara Alves (@barbara.alves.music) ecoarem pela Praça Matriz de Porto Salvo, um ciclo estará se encerrando. Foi na vila do município de Vigia, a 90 quilômetros de Belém, que, a 20 anos atrás, ela iniciou sua musicalização na sede da Sociedade Musical Portosalvense 25 de Dezembro.



Hoje, depois de retornar à Vila para compartilhar o cotidiano após a pandemia com os avós que a criaram, Bárbara apresenta o concerto “Mamaiacu, Os Cantos de Porto Salvo”, premiado no edital de Incentivo à Arte e à Cultura da Fundação Cultural do Pará. “Volto para as minhas raízes musicais e trago comigo a banda que me deu a dádiva da minha formação musical”, ressalta a instrumentista que retoma a carreira interrompida de cantora solo após retornar aos poucos como backing vocal da banda Nicobates e Os Amadores.



Antes de retornar, Bárbara formou-se bacharel em flauta transversal pelo Instituto Estadual Carlos Gomes, onde estudou graças ao projeto de interiorização em parceria com a SOM25. Ela também tocou em várias orquestras, bandas sinfônicas e projetos musicais da noite de Belém e vem aprendendo a lidar com a maternidade de uma criança em que se deve uma atenção especial.






A banda SOM25 (@bandasom25), sigla da Sociedade Musical, por sua vez, tem nada menos que 97 anos de existência e remonta à colonização do estado do Pará. Porto Salvo era antes uma aldeia indígena catequizada pelos jesuítas por meio da música. Gerações de instrumentistas e compositores passaram por ela.



Lugar de rios e manguezais, Porto Salvo também é um berçário de peixes. Daí seu nome original indígena, Mamaiacu, que quer dizer “nascedouro de baiacus”, espécie de água salgada que desova no local. A língua indígena empresta o nome ao projeto e à canção tema, composta por Nicobates, Bárbara e Augusto Hijo, com base na trajetória da cantora e na história do lugar.



“Vai ser uma noite inesquecível, muita música que marcou a nossa trajetória, músicas autorais e de sucesso nesses 14 anos de estrada musical, esperamos ver o nosso público muito alegre em uma noite memorável ao lado dos nossos convidados”, ressalta Eduardo sobre a celebração de aniversário da banda.



Mamaiacu é, de fato, um projeto rico de referências e histórias que se cruzam. Juntamente com Bárbara e um power trio formado por André Andrade (guitarra), Maurício Panzera (contrabaixo) e Osvaldo Rosa (bateria), mais oito jovens instrumentistas da SOM25 subirão ao palco em metade do repertório, que inclui canções de compositores paraenses, alguns com uma inusitada relação com Porto Salvo.



Mamaiacu – Os Cantos de Porto Salvo. Concerto da cantora e flautista Bárbara Alves / Participação especial da Banda SOM25.
Local: Praça Matriz de Porto Salvo – A 90 (Município de Vigia, quilômetros de Belém)
Dia: Sábado (03/12) Hora: a partir das 18 horas. ABERTO AO PÚBLICO.
Informações: (91) 98168 7474 e @projetomamaiacu



Texto: Nicobates Amador (Comunicação)
  • Preto Ícone Twitter
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
bottom of page