UFPA realiza mais uma live de intercâmbio com Cabo Verde

#UfpaLive


LIVE 01 / EMPREENDEDORISMO FEMININO MUSICA - Imagem: divulgação.


O Projeto de Extensão “Intercâmbio Turístico-Cultural entre Belém – Pará - Brasil e Cabo Verde” realiza a segunda live no dia 29 de outubro, às 19h. Depois de discutir o empreendedorismo feminino na música, no início deste mês, o tema será “Políticas públicas de turismo e cultura como fatores de aproximação entre Belém do Pará e Cabo Verde”. A transmissão será pela página de Facebook do EMPACTUR - Escritório Modelo de Práticas Acadêmicas em Turismo/UFPA e pelo Youtube da M.M. Produções.




O encontro traz dois convidados. O músico multi-instrumentista Manuel di Cadinho, Vereador de São Domingos, Cabo Verde; e o Prof. Dr. Paulo Moreira Pinto, coordenador do projeto, desenvolvido pela Faculdade de Turismo (FACTUR) do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), da Universidade Federal do Pará (UFPA). A mediação será de Inês Silveira, Bacharel em Turismo.




O projeto de extensão vem sendo realizado desde 2019, promovendo encontros culturais e acadêmicos, entre Belém e Cabo Verde. “Somos culturalmente muito semelhantes em nossa constituição demográfica. A presença da matriz africana está em nossos ritmos musicais, na gastronomia, no sincretismo religioso etc. ”, diz o prof. Dr. Paulo Pinto.



Manel di Candinho - Imagem: divulgação.


Ano passado, Manuel di Candinho esteve em Belém, participando do intercâmbio, e como músico apresentou ritmos tradicionais de seu país, como o Funaná, a Coladeira e a Morna, numa troca musical com músicos da guitarrada paraense. Nesta live, porém, Manuel vai nos trazer uma visão mais ampla sobre as políticas de turismo viáveis em países tão culturais, como Cabo Verde e o Brasil.




Tendo consciência de que seu país é, por natureza, turístico por causa de seu clima e belas praias, que podem ser acessadas a qualquer época do ano, Manuel di Candinho chama atenção para um novo movimento que vem surgindo com a procura do público por um turismo cultural.



Cabo Verde vem investindo também na realização de eventos como o AME – Atlantic Music Expo, criado em 2014, que vem atraindo artistas e empresários, além de turistas, de todo o mundo. Este ano, por causa da pandemia, o evento foi cancelado, mas já tem data para ser realizado em abril de 2021. Ele considera o intercâmbio com o Brasil muito importante para novos aprendizados para Cabo Verde.




“Penso que devemos intensificar mais esta troca de experiências, sobretudo no setor da cultura, para que os brasileiros conheçam mais sobre Cabo Verde. Vejo que os cabo-verdianos conhecem mais do Brasil, do que vice-versa. Isso porque o Brasil ganhou projeção mundial cedo. Cabo Verde só agora está sendo mais conhecido, e isso é graças à música”, diz Manuel di Candinho.



PROF. PAULO PINTO - Imagem: divulgação.


O Curso de Turismo da UFPA tem mais de 40 anos de existência. De acordo com Paulo Pinto, “ainda é um curso que tem um grupo de professores pequeno, mas mesmo assim desenvolvemos o ensino de graduação (Bacharelado em Turismo) em Belém e campis da UFPA nos municípios de Soure, Bragança, Breves, Portel, Tucuruí e no distrito de Mosqueiro”, explica.




Além da sala de aula, o grupo de 14 professores qualificados, com 80% deles com título de Doutor, atua também na extensão e na pesquisa que busca alternativas ao turismo de massa, para um turismo mais sustentável. “Não cabem dúvidas que o setor de turismo foi um dos mais afetado pela pandemia, uma vez que o isolamento social não permite o deslocamento humano, mas o que vemos enquanto Factur é que o turismo interno, aquele que acontece dentro dos limites dos territórios politicamente adotados, tem uma tendência ao crescimento e aumento do fluxo.




O Turismo Cultural acredita na valorização do patrimônio cultural, material e imaterial. Combate os impactos negativos do turismo “predador” com o fortalecimento da memória, da história, hábitos e costumes. “Sem esses atrativos culturais, naturais etc. não haverá deslocamento turístico. As pessoas não viajam para conhecer lugares no qual não tenha um resquício, pelo menos, dessa memória para ser apreciada”, afirma Paulo Pinto.



Serviço

Live ““Políticas públicas de turismo e cultura como fatores de aproximação entre

Belém do Pará e Cabo Verde”, do projeto de extensão “Intercâmbio Turístico-Cultural

entre Belém – Pará - Brasil e Cabo Verde” . Dia 29 de outubro, às 19h, com transmissão

pelo Facebook do EMPACTUR - Escritório Modelo de Práticas Acadêmicas em

Turismo/UFPA e pelo Youtube da M.M. Produções.

92 visualizações