"Luz de Verão" de Ana Clara e Natália Matos segue disponível nas plataformas digitais

#LuzDeVerão #PlataformasDigitais


Ana Clara e Natália Matos - Imagem: Nathalia Almeida.

O lançamento da canção, uma parceria entre as cantoras e compositoras, ameniza as distâncias e celebra as afinidades artísticas, além da amizade entre elas. Luz de Verão chegou às plataformas digitais no final do mês passado (31 de julho), e ao YOUTUBE, em lyric vídeo. Os links foram divulgados nas redes sociais das artistas.




A letra é de Ana e a música, de Natália. Composta em 2017, “Luz de Verão” ganhou forma com a criação coletiva do arranjo, que traz memórias afetivas da música paraense e do pop, em parceria com Eduardo Feijó (violão e guitarra) e participação de Márcio Jardim (percussão). A gravação foi feita entre junho e julho do ano passado, por Assis Figueiredo, no Estúdio Apce, em Belém, e Rafael Montorfano, no Estúdio Lamparina, em São Paulo.




Também em 2019, Ana Clara e Natália fizeram um ensaio especial para a música com a fotógrafa Nathalia Almeida. Os registros dessas memórias de verão se transformaram em lyric vídeo produzido por João Vaz. Tirar a faixa da gaveta foi uma busca pela aproximação em tempos de isolamento, e é também um pouco de nostalgia dessa atmosfera de um mês de julho solar.





“É uma forma da gente estar junto, morando em cidades diferentes. E pensando nesse verão tão atípico, esquisito, sem poder estar junto, sem poder estar na rua, isso é uma forma de trazer essa atmosfera, pelo menos em forma de memória, de lembranças”, diz Ana Clara.



Para Natália, a canção revela uma busca pela estética ou linguagem que represente a singularidade da trajetória de cada uma. “A música tem essa construção melódica do brega, com um riff de guitarra. As duas bebem no brega paraense, a Clara no pop, que é mais rock; eu, nos Boleros, e no pop também. A gente tentou trazer uma linguagem que tenha um frescor, que represente esse encontro. Do olhar uma da outra, da troca”, diz Matos.




Luz de Verão é só a segunda parceria delas, que já teceram inúmeras outras que estão por vir a tona. “Somos muito próximas e já temos vários movimentos de compor juntas, a primeira parceria se chama A Cura, gravada no primeiro CD da Natália. Depois rolaram outros movimentos. Tem letras que enviei pra ela e que talvez venham a virar canções”, comenta Ana.



Ana Clara e Natália Matos - Capa Luz de Verao - Imagem: Nathalia Almeida.


Mergulho em processos criativos e novos projetos


Nestes últimos quatro meses, as duas tem se permitido a processos criativos. Atualmente vivendo no Rio de Janeiro, Natália trabalha na produção de seu terceiro disco, produzido por Alexandre Kassin.




O primeiro single “Tempo Lento”, já lançado em abril, mostra um pouco do que vem por aí: um álbum de canções inéditas com arranjos que dosam o pop do seu segundo disco com a latinidade de seu disco de estreia e avançam na força da diversidade de suas composições.




A cantora mudou de São Paulo para o Rio de Janeiro, no inicio do processo todo da pandemia. Tinha uma viagem marcada pra Belém, um show marcado no Sesc, onde já iria apresentar parte das músicas do novo disco.


Ana Clara e Natália Matos - Imagem: Nathalia Almeida


“Eu tinha feito isso já, num show no BNDS em janeiro, no Rio, e ia fazer também em Belém, e ia aproveitar também a viagem pra gravar o Clipe de Tempo Lento, que é uma música, que inclusive lancei na pandemia, mesmo sem clipe, então, estava num processo, antes de vim tudo isso. Esse é um disco de 08 músicas, que está pronto, são músicas inéditas”, conta Natália Matos, que permanece no Rio.





Em um primeiro momento, ela diz que foi bastante desafiador, e que deu “uma travada”, mas que depois as coisas começaram a fluir. “Eu comecei a estudar bastante Violão, e nesse último mês, tenho feito lives, tocando minhas próprias músicas, que era uma coisa que eu não fazia antes. Eu também pude entrar mais de cabeça nesse estudo, claro que com esse incomodo, que é uma tragédia o que está acontecendo no entorno, e que afeta muito a gente”, diz.




Já Ana Clara tem feito letras e retomado o bordado, além de desengavetar projetos antigos e se manter nas atividades de produção de conteúdo para internet com o Coletivo Parquet (@coletivoparquet), como o quadro “O que traz o futuro?”, que, neste

momento de pandemia, traz reflexões sobre o que está por vir.




“Esse ano pegou a gente de surpresa", diz Ana que considera essa situação desafiadora em vários níveis. "A gente, que tem o privilégio de ficar em casa, se vê as voltas com as incertezas, mas também podendo olhar pra alguns processos. Eu me voltei para as atividades criativas de uma forma muito intensa, é o que tem segurado a minha onda, desde o começo”.



Ana Clara tem se dedicado muito a escrita, algo que sempre esteve presente em sua produção, mas que agora ela acredita poder se dedicar mais. "Estou tendo a oportunidade de olhar com a devida atenção, lancei, inclusive, uma série de textos sobre este momento nas minhas redes, chamada “Cartas dos Isolamento. É algo que eu já planejava fazer e calhou com esse momento de maior introspecção”, continua.



Serviço

Lançamento do single Luz de Verão, de Ana Clara e Natália Matos, em todas as

plataformas digitais e com lyric video no YouTube. Os links serão divulgados nas redes

das artistas.


Instagram: @anaclara.nm / @natalia_matos


Facebook: facebook.com/musica.anaclara / facebook.com/nataliamatosoficial


Texto e fonte: Luciana Medeiros (HOLOFOTE VIRTUAL)

87 visualizações