Givaldo Pastana homenageia Mestre Vieira em “Saudades do Lima”

#GivaldoPastana

#HomenageiaMestreVieira

Givaldo Pastana - Imagem: Otávio Henriques / Divulgação.

Tributo à Guitarrada, o álbum visual é uma grande homenagem a Joaquim de Lima Vieira, Mestre Vieira que, nessa última sexta-feira (29 de outubro) completaria 87 anos. Já disponível em todas as plataformas da música.




“Saudades do Lima” acaba de ser disponibilizado em todas as plataformas digitais de música. Trazendo oito faixas, o primeiro álbum autoral do músico e guitarrista Givaldo Pastana, morador da Vila dos Cabanos, integra o projeto Guitarrada Patrimônio Cultural, selecionado pelo edital de Música da Secult-Pa, via lei Aldir Blanc 2020. Além das faixas já distribuídas, o público também vai conferir, nesta sexta, Dia Municipal da Guitarrada, em Barcarena, o lançamento da primeira faixa visual, trazendo o clipe da música que dá título ao trabalho. O público poderá acessar pelos canais de Instagram e YouTube do músico.





Nascido em Macapá (AP), Givaldo Pastana ouviu guitarrada na infância, pela primeira vez ainda criança no toca disco de seu avô e, mais tarde, pôde conferir ao vivo e a cores, a performance do grupo Vieira e Seu Conjunto, no final dos anos 1980, em Barcarena. Um privilégio. Com uma carreira de 28 anos na música, sempre acompanhando outros artistas e participando de projetos especiais, ele já tocou em bandas de rock e até heavy metal, sendo ao mesmo tempo um amante da música instrumental brasileira. Estudou também violão erudito com Salomão Habib, nos anos 1990. Nada, porém, lhe encantou mais do que a Guitarrada.




“Trago neste primeiro disco minhas influências, fortemente da Guitarrada, com certeza, mas também do rock e até mesmo das trilhas do cinema Italiano. Sou também muito fã de Ennio Morricone. É um disco repleto de citações e referências, quem entender e ouvir vai decifrar aos poucos também. Faço aqui minha homenagem sincera a Joaquim de Lima Vieira, com quem tive a chance de aprender as minúcias da linguagem musical da Guitarrada”, comenta Givaldo Pastana.



Capa do Álbum - Imagem: divulgação.


Gravado em Belém, no Stúdio Z, o álbum tem direção musical, guitarras solo e base, de Gilvado; bateria e percussão, de Carlos Canhão Brito, que também assina a produção musical, baixo de Adalberto Jr. e, no banjo e na percussão, Marcelino Santos. A capa traz fotografia de Otávio Henriques e design de Carol Abreu sobre imagem que se remete ao ambiente íntimo de Vieira, em sua casa, em Barcarena.




As 8 faixas audiovisuais têm concepção e direção de Luciana Medeiros, que também assina a produção executiva do projeto. A edição, motion graphic e finalização dos vídeos têm assinatura de André Vaz. A fotografia, além de imagens de Otávio Henriques, feitas na praia do Caripi, especialmente para a faixa de abertura, reúne também imagens de acervo da produtora e jornalista, além de desenhos criados por Carol Abreu e Cleber Cajun, neste caso, para duas faixas.




“Já estão na plataforma as oito faixas para serem ouvidas, mas para ver, as faixas visuais, que estão belíssimas, serão liberadas aos poucos. Nesta sexta, liberamos uma das mais significativas em relação à homenagem ao Mestre Vieira, que é a faixa título do disco. Vamo. Na próxima semana vamos lançar mais duas, obedecendo a ordem das músicas no álbum, e assim por diante, até completarmos as oito”, diz Givaldo Pastana.



Para ouvir, acesse: YouTube Music. Para seguir: Instagram: Facebook e YouTube.





Serviço: Álbum “Saudades do Lima”, de Givaldo Pastava. Em todas as plataformas de música. E o lançamento da primeira faixa visual que dá título ao disco, em Barcarena e pelos canais de Instagram e YouTube do artista.


Texto e informações: Luciana Medeiros (91) 98134-7719 (Holofote Virtual)