Galeria Theodoro Braga apresenta exposição individual de Camila Fialho

#Exposição

Linhas em Movimento - Camila Fialho / Divulgação.


Ganhadora do Prêmio Branco de Melo 2022 a exposição Linhas em Movimento, da artista visual Camila Fialho (@cnfialho), inaugura nesta quinta-feira (09 de junho) na Galeria Theodoro Braga (@galeriatheodorobraga), da Fundação Cultural do Pará (@fundacaopara).




Constituída por trabalhos em dimensões variadas, nascidos no início da pandemia da Covid 19, a mostra é formada por desenhos à mão livre sobre nanquim, e serão dispostos pelas paredes da galeria, sendo que uma intervenção site specific será feita no chão utilizando fios pretos de algodão.




Onde quer que vá o ser humano sempre traça linhas, seja andando, ou escrevendo, desenhando ou tecendo, as possibilidades são inesgotáveis. Desenhada em retas ou em torvelinho, isolada ou abundante, a linha, em suas metamorfoses, abre um vasto território de investigação para a produção artística. No campo mais específico das artes a linha desponta como um dos principais componentes da criação, figurando objeto de tipologias de inúmeros artistas.





Linhas em Movimento é a primeira exposição individual da gaúcha Camila Fialho, radicada em Belém desde 2014, tendo sido presidente da Associação FotoAtiva e articuladora de inúmeros projetos coletivos dentro e fora do estado. Formada em Letras e Mestre em Literatura Francesa pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, tem especialização em Práticas Curatoriais e Gestão Cultural pela Faculdade Santa Marcelina (SP).




Suas pesquisas transitam entre poéticas do deslocamento, tensões entre palavra e imagem, e a materialização do gesto primeiro do desenho em múltiplas repetições torna-se campo de investigação para construção de diferentes composições. Dando contornos a formas geométricas e orgânicas, a artista tensiona a noção do espaço tanto do suporte – o papel – quanto da parede que acolherá os trabalhos.





Serviço: Linhas em Movimento - Exposição de desenhos de Camila Fialho

Abertura: 9 de junho de 2022, às 19h

Galeria Theodoro Braga/FCP

(Av. Gentil Bittencourt, 650. Nazaré. Subsolo do Centur)

Período expositivo: 10/6 a 7/7/2022

Horário de visitação: 9h às 17h



Texto: Maria Christina (Assessoria de imprensa)


Palavras-Chave