Batuque no Realejo recebe Mestre Luis Pontes de Ananindeua

#Música

Imagem divulgação: Ana Ribeiro.

Tendo estreado no segundo sábado de novembro, com a participação do Mestre Lourival Igarapé, o batuque dará continuidade à sua programação sábado que vem, dessa vez contando com a ilustre presença do Mestre Luis Pontes do município de Ananindeua. Sendo um grande compositor do município, Mestre Luis atua na cultura popular a quase 30 anos e tem em seu currículo participações em trabalhos como a banda Arcano XIX, grupo Kamu, grupo Tabajara de Marituba, além de ser fundador do grupo de experiências percussivas Estrela do norte.




Considerando que o carimbó segue sendo uma expressão artístico-cultural de práticas sociais e saberes diversos, observa-se através de seus praticantes, a luta pela concretização de ações públicas voltadas para a sua legitimação, no qual contribuíam para a valorização, produção e circulação do ritmo na cidade.




Levando em conta que reconhecimento do carimbó como patrimônio cultural imaterial do Brasil é resultado desta luta, o projeto é produzido e idealizado por Cuité Marambaia, Gabiru cigano, Ana Ribeiro e Racquel Prudente, com o intuito de incentivar e valorizar a produção dos mestres da região metropolitana.




Nesse sentido, no dia 27 de novembro às 19:00 no Espaço Colaborativo Realejo, o evento segue com a sua programação cultural diversificada, com a feira colaborativa de marcas locais, que reúne lojas como Flor de Jambu, Flauerloja, Fogoyó, Eulauea e Igor Diniz para exposição. Dessa vez, terá a participação do grande Mestre Luis Pontes, acompanhado de Cuité e os Vagalumes da Marambaia.





Mestre Luis Pontes : Poeta, cantor e compositor, ainda na adolescência iniciou seu percurso através da poesia. Ao longo das décadas de 80 e 90, participou de alguns Grupos Folclóricos, como o Grupo Folclórico Asa Branca, de Icoaraci/PA, o Grupo Tabajara, de Marituba/PA e o Grupo Amazônia. Além desses grupos, Luis Pontes atuou ainda na Banda de Folk Rock Arcano 19, onde exploravam a fusão entre o Rock e a cultura musical e folclórica regional. Em 1999, o mesmo fundou o Grupo Kamu, que veio a tornar-se o Projeto Kamu. Em 2002, afastando-se do Projeto, o Mestre fundou o Grupo de Experiências Percussivas Estrela do Norte, em que segue em atividade.




Socialmente engajado, Mestre Luis Pontes também atua em movimentos sociais, tendo participado da fundação da Associação Amigos da Natureza – entidade voltada para ações de preservação e educação ambiental, a qual presidiu ao longo de quatro anos –, da ONG Bacurau – na qual funcionava o Projeto Kamu. Recebendo sua inspiração da observação dos variados elementos do cotidiano humano, em suas composições, o simples e o complexo se entrecruzam, como na vida. As várias dimensões da ação humana reverberam em suas poesias, que buscam explorar as dimensões socioambientais, sociopolíticas e afetivas das relações humanas, propondo, ora elogios ao ambiente circundante ou às suas relações, ora a emergência da necessidade de buscarmos uma consciência crítica de nós mesmos, de nossa atuação ambiental, política e social, e ainda, de nossa dimensão humana.




Participação especial : No dia 27 de novembro a partir da 19:00h , no Espaço Colaborativo Realejo, continuando a sua participação, tem a Dj Karol Onça lançando o seu set musical recheado de carimbó, merengue, cumbia e ritmos latinos.





SERVIÇO: Batuque de Sábado à Noite (@batuquedesabadoanoite)

Local: Espaço Colaborativo Realejo

Endereço: Alcindo Cacela, 699

Data: Sábado (27/11) Horário: 19h às 01h .



Texto e Informações: Racquel Prudente: (91) 98302-6452 (Comunicação)



Palavras-Chaves