Sexta edição do AMAZÔNIA DOC chega on-line e muitas novidades

Atualizado: Set 11

#AmazôniaDoc


A Morte Branca do Feiticeiro Negro - Imagem: divulgação.


A Pan-Amazônia é a região que abraça a maior floresta tropical e bacia hidrográfica do mundo. São 7,8 milhões de quilômetros quadrados, distribuídos entre 9 nações da América Latina. É deste lugar de amplas possibilidades que vem o conteúdo reverenciado pelo Amazônia Doc – Festival Pan Amazônico de Cinema, que este ano chega em formato 3 em 1, lançando mais dois festivais, o 1º As Amazonas do Cinema e o 1º Curta Escolas. Acesse a PROGRAMAÇÃO COMPLETA.




A programação do 6º Amazônia Doc vai até dia 23 de setembro, com exibição de documentários em mostras competitivas, oficinas e bate papos. A abertura, neste sábado, 12 de setembro, às 19h, conta com o Web Encontro “A Floresta do Cinema e o cinema da Floresta no Século XX e XXI", que traz como convidados os cineastas Luiz Arnaldo Campos (Brasil), Eduardo Morettin (Brasil), Gustavo Soranz (Brasil), Silvio Tendler (Brasil), Edna Castro (Brasil), Camila Loboguerrero (Colômbia) e Januário Guedes (Brasil). A mediação será do cineasta Victor Lopes, da produtora executiva e diretora geral do Amazônia Doc, Zienhe Castro, e do pesquisador Felipe Pamplona.




O encerramento do festival, no dia 23 de setembro, também contará com web-encontro para a cerimônia de premiação dos filmes vencedores das três mostras competitivas do “Festival Amazônia Doc”, “Festival As Amazonas do Cinema” e do “Festival Curta Escolas”. A apresentação será de Amanda Campelo, mediação de Zienhe Castro, às 19h. Os dois web encontros de abertura e encerramento serão pela plataforma Zoom, com transmissão pelo Canal Youtube Amazônia Doc, e retransmissão para o Facebook Equatorial Energia.


Amazônia Doc - Imagem: divulgação.

6º FESTIVAL AMAZÔNIA DOC


A abertura do 6º Amazônia Doc, no dia 12, também lança uma versão teste da plataforma de streaming www.amazoniaflix.com.br, que exibirá as mostras competitivas de documentários, iniciando pela mostra principal, cujas obras vão concorrer ao troféu Amazônia Doc, criado e confeccionado pelo artista marajoara Ronaldo Guedes, da Associação do Pacoval, em Soure, e que há dez anos atua no festival. O público poderá votar nas categorias de Melhor Curta, Média e Longa.




Este ano, a mostra de origem do Amazônia Doc traz 33 filmes que conversam sobre as realidades que cabem no Brasil e em países como Colômbia, Peru e Guiana Francesa. Realizada desde 2009, a mostra competitiva Pan Amazônica e Amazônia Legal do Amazônia Doc já faz parte do circuito mundial de cinema. Somente nesta edição, foram recebidos cerca de 300 filmes, de diversos países que integram a Pan-Amazônia.



Homo Botanicus - Imagem: divulgação.


AS AMAZONAS DO CINEMA


A realização do 1º Festival As Amazonas do Cinema reafirma discussões já realizada na edição de 2019, com temáticas voltadas à presença da mulher no cinema documentário. Em sua primeira mostra competitiva, serão exibidos 21 filmes, entre curtas e longas, que irão concorrer ao troféu Eneida de Moraes, uma homenagem à personalidade da escritora, que fundou o Museu da Imagem e do Som, em 1971. O troféu traz criação assinada pela designer Bárbara Müller. E haverá ainda o Prêmio Selo Ela, de distribuição. O Festival As Amazonas do Cinema recebeu 50 inscrições de estados brasileiros diversos e países da América Latina.




A Mostra Competitiva vai de 14 a 20 de setembro, pelo site www.amazoniaflix.com.br. A mostra competitiva reúne documentários dirigidos por cineastas mulheres da Amazônia Legal e da Pan-Amazônia nas categorias de melhor curta e melhor longa. O público também vota nas duas categorias.



Soldados da Borracha - Imagem: divulgação.


CURTA ESCOLAS

O 1º Curta Escolas, festival que também se integra ao Projeto Amazônia Doc, com objetivo estimular a expressão artística dos alunos do Ensino Médio das Escolas Públicas Estaduais do Pará, através da linguagem cinematográfica, realiza a Mostra Primeiro Olhar, que também será exibida para todos os municípios, por meio da TV Cultura do Pará.




A mostra exibirá filmes curtas documentários de até 15 min, produzidos por jovens/alunos/realizadores das escolas públicas estaduais do Pará. O júri oficial conta também com a professora Lilia Melo, Angela Gomes, Wellignta Cruz e Joyce Cursino. A transmissão será pela TV Cultura do Pará e site www.amazoniaflix.com.br.




SERVIÇO

6º Amazônia Doc. Abertura neste sábado, 12 de setembro, às 19h, com o Web Encontro “A Floresta do Cinema e o cinema da Floresta no Século XX e XXI". Transmissão será pelo Canal Youtube Amazônia Doc, com retransmissão para o FACEBOOK Equatorial Energia. O acesso é gratuito. Mais informações: www.amazoniadoc.com.br . Acesse também a PROGRAMAÇÃO COMPLETA.


Texto: Luciana Medeiros / (91) 98134-7719 / (Assessoria de Comunicação)

86 visualizações