Sebastião Tapajós expõe registros de sua história

#SebastiãoTapajós

#SuaHistória


Imagem: divulgação.


A “Exposição Virtual - Sebastião Tapajós” abre na próxima quarta-feira, 30 de junho, em uma galeria digital especialmente montada para o projeto, que foi selecionado pelo edital de artes visuais da Fotoativa e Secult-Pa, com apoio da Lei Aldir Blanc. Ao todo são 30 imagens comentadas por artistas, músicos e parceiros de Sebastião Tapajós que relembram fatos de sua carreira. A curadoria é da fotógrafa Vanessa Barros e a produção executiva da CRibas Produções.




Por meio da fotografia, recortes de jornais e revistas, capas de discos entre outros documentos que identificam lugares, situações, relações de amizade e profissionais do músico, a exposição passeia por diversos momentos da carreira de mais de 60 anos do violonista Sebastião Tapajós, como por exemplo, a premiação de ‘Guitarra Criolla’, como melhor disco do ano em 1982, na Europa.




Há também registros de suas apresentações no Theatro da Paz, os encontros com Astor Piazzola, Gilson Peranzzetta, Ednardo, Belchior, Billy Blanco entre tantos outros nomes da música, fazem parte da história de Sebastião Tapajós. O violonista Igor Capela, o compositor Nilson Chaves, o maestro Nelson Neves, as cantoras Lucinnha Bastos e Jane Duboc; os produtores Carmem Ribas e Guilherme Taré, entre tantos outros amigos e parceiros, participam desse projeto, seja nas imagens ou por trás delas. Tudo poderá ser visto, pelo site www.vanessabarros.com.br.





A exposição foi programada para ser itinerante, partindo de Santarém, passando por Alenquer, onde nasceu o violonista, Oriximiná e Belém, mas por causa da pandemia o formato do projeto foi alterado. Sebastião Tapajós completou 78 anos em abril e, pelo mesmo motivo, o aniversário foi comemorado pela internet. Desde 2020, ele segue o mais isolado possível, em sua residência, em Santarém, onde, com todos os cuidados, recebeu Vanessa para selecionarem juntos o material da exposição.




Vanessa Barros é de Altamira, mas foi morar em Santarém, em 2014, onde estudou Direito, mas antes mesmo de se formar, passou a se dedicar à fotografia. "Eu digo sempre que a fotografia me escolheu. E é muito difícil você morar nesta região e não se encantar e registrar essas belezas" diz ela que é também é casada com o pianista Andreson Dourado, parceiro do violonista Sebastião Tapajós, o que facilitou o acesso ao vasto baú de memórias do músico.




“Não tem quem não se encante com esse violão maravilhoso do Tião. Desde a primeira vez que eu o ouvi, foi assim. E com a proximidade que tivemos, por causa do Andreson, que toca com ele, acabei me interessando pela sua história. Descobri que ele tem amigos em cada canto desse país e do mundo. É muito incrível a sua trajetória”, diz Vanessa.



Sebastião Tapajós - Imagem: divulgação.


Trajetória e reconhecimento


Sebastião Tapajós é um dos maiores violonistas do país e não seria exagero dizer que também do mundo. O músico possui uma trajetória fascinante, que começa aos seis anos de idade quando ele inicia-se no violão. Em 1952, com 10 anos de idade, ganhou o primeiro cachê. Aos 12 anos, em 1954, passou a trabalhar como violonista, tocando na banda santarena “Os Mocorongos”. Aos 16 anos, ele veio para Belém, onde teve aulas particulares de Teoria Musical, até ir para o Rio de Janeiro fazer um curso intensivo de

Técnica Violonística.




Autodidata, foi influenciado, também, por João Pernambuco e Dilermando Reis, dois notáveis do violão no Brasil, que ele ouvia em Santarém em emissoras de rádio de Ondas Curtas. Assim, o músico conta que evoluiu muito depois conheceu o violão inovador de Garoto, um dos precursores da Bossa Nova.





Serviço: Exposição Virtual Sebastião Tapajós.

Projeto selecionado pela Lei Aldir Blanc – Edital de Artes Visuais Fotoativa e Secult-Pa.

Acompanhe também pelas redes sociais @fotografavanessabarros, onde as Mini oficinas “Como fazer boas fotos pelo celular” e “Como editar profissionalmente suas fotos pelo celular” poderão ser acessadas gratuitamente.


Abertura: 30 de Junho / Onde: Galeria do site www.vanessabarros.com.br / Acompanhe o projeto nas redes sociais (Facebook / Instagram / YouTube / Spotify)


Texto: Luciana Medeiros (91) 98134-7719 (Holofote Virtual)


154 visualizações