Ong Rádio Margarida recebe homenagem pelos seus 30 anos

#OngRádioMargarida

#30Anos

Imagem: divulgação.

Nesta quarta-feira, dia 27 de Outubro, às 15 horas, a Rádio Margarida vai ser

protagonista de uma sessão especial na Câmara Municipal de Belém, em

homenagem aos seus 30 anos de história. A sessão especial é um momento solene, que requer as formalidades próprias do momento, mas desta vez terá mais a cara da

própria Ong. com uma programação especial, lúdica, com a participação de algumas personagens da Rádio Margarida além de integrantes da ONG e autoridades ligadas aos direitos da criança e do adolescente.




A Rádio Margarida estará presente com alguns dos seus personagens para mostrar um pouco do método que é aplicado pela ONG há 30 anos na promoção dos direitos humanos e defesa do meio ambiente: o Método de Educação Popular – Rádio Ação, que trabalha com as linguagens artísticas e os meios de comunicação para abordar temas muitas vezes difíceis e alcançar os mais diversos públicos. Também estarão presentes representantes de algumas instituições ligadas aos direitos da criança e do adolescente, um dos principais eixos de atuação da Rádio.




Para Osmar Pancera, fundador da Rádio Margarida e professor de Serviço Social, esse tipo de condecoração é muito importante, pois é um desafio e uma luta trabalhar com educação num país onde ela não é valorizada. “É muito difícil, hoje em dia, qualquer entidade da sociedade civil sobreviver por 30 anos, trabalhando com direitos humanos, arte, educação, cidadania. E não apenas sobreviver, mas também ter o respeito da sociedade e ser considerado um serviço de utilidade pública, como é o caso da Rádio Margarida. Então essa solenidade vem dar destaque a esse tipo de atividade”, comenta.





O vereador Fernando Carneiro (PSOL), que fez o requerimento para a sessão especial em homenagem à Rádio, reiterou a importância de entidades que trabalham pela defesa e garantia dos direitos humanos, e que conseguem aliar a isso uma linguagem e abordagem acessível. “Acho de suma importância que a gente tenha entidades, ONGs, associações que trabalhem pelos direitos humanos, principalmente de crianças e adolescentes. E principalmente com uma linguagem que possa ser acessível. Por que além do conteúdo, precisamos pensar em como a gente vai fazer esse diálogo, abordar os temas. A Rádio Margarida consegue juntar duas coisas que são muito importantes: o conteúdo bastante correto, coerente, urgente, com uma forma que permite a compreensão dessa mensagem de maneira muito tranquila e natural”, explica o vereador.




Fernando Carneiro também fala sobre como essa iniciativa pode ajudar a sensibilizar mais a sociedade e os vereadores para a causa dos direitos humanos, mas que ainda é apenas um passo para alcançar essa meta. “É um evento comemorativo aos 30 anos, mas ao mesmo tempo a gente quer fazer um momento onde a gente dê visibilidade não só à Rádio Margarida, mas às suas causas. Então eu espero que a gente possa reverberar a sessão, que ela possa servir para estimular a luta por direitos humanos, valorizando as entidades que trabalham com essa matéria. Espero sim que a sessão possa servir para sensibilizar vereadores e vereadoras que ainda sejam resistentes a essa causa, mas é um processo”, comenta.





Conheça mais sobre a Ong Rádio Margarida pelas suas Redes Sociais (Facebook e

Instagram).



Texto: Luciana Medeiros (91) 98134-7719 (Holofote Virtual)