O Cortejo do Cordão do Galo volta às ruas em Cachoeira do Arari

#Cortejo




Na próxima quinta-feira, 3, o Cordão do Galo, realizado pelo Arraial do Pavulagem em parceria com a Irmandade dos Devotos do Glorioso São Sebastião, volta a realizar seu cortejo cultural pelas ruas de Cachoeira do Arari. A atividade voltada às crianças marajoaras ensina diversas manifestações da cultura popular paraense, especialmente do Marajó e Cachoeira. As oficinas de preparação do cortejo iniciaram no último sábado, (29/01).




Entre as diversas atividades que o Instituto Arraial do Pavulagem promove anualmente, uma das mais especiais para o futuro da cultura popular é o Cordão do Galo. Normalmente atrelado à Festividade do Glorioso São Sebastião, que ocorre no mês de janeiro, em Cachoeira do Arari - Arquipélago do Marajó, o projeto iniciado em 2008 oferece oficinas culturais para as crianças da cidade e comunidades vizinhas, preparando-as para um grande cortejo cultural pelas ruas, atrás do Galo. O brinquedo popular em forma de bicho foi assim escolhido para homenagear o Padre Giovanni Gallo (1927-2003), grande incentivador da cultura e da promoção do cuidado com as crianças marajoaras.





As atividades do Cordão iniciaram no sábado passado (29/01), com as oficinas para as crianças. “Na verdade, a gente aprende mais do que ensina, porque tem gente que é veterano, vem de grupos do Marajó, trazendo também as influências deles e vai construindo essa relação. Estamos ali mais para reunir e organizar algo bacana para o cortejo, eles já vem com todo o talento e carga cultural da região”, comenta Alex Silva, colaborador do Cordão do Galo há uma década e atual instrutor de Percussão.




A concentração para o cortejo ocorre na quinta-feira, 3, a partir das 9h, no Museu do Marajó. “Ter mantido esse trabalho, essa chama acesa nos momentos de dificuldade, é de muito orgulho”, comenta Ronaldo Silva, membro-fundador do Arraial do Pavulagem, referindo-se aos dois anos de pandemia, em que o cortejo não ocorreu nas ruas, sendo substituído pelo formato de festival, com oficinas e apresentações fechadas. “Eu espero que a gente consiga fazer um cortejo bacana para não perder a oportunidade de sensibilizar as pessoas para essa condição da criança do Marajó, não só de Cachoeira. Mas também acho que o recado tem sido dado a todo ano, a gente tem feito coisas interessantes”, completa.





Serviço: CORDÃO DO GALO 2022 - 14ª edição

Dia: quinta-feira (03/02), a partir das 9h. Concentração no Museu do Marajó em Cachoeira do Arari. Acompanhe mais informações pelo Instagram: @cordaodogalo.oficial


Texto: Lais Azevedo (91) 99940-9715 (Assessoria de Imprensa)



Palavras-Chaves