Mostra Égua do Filme traz visibilidade ao cinema paraense

#MostraEguaDeFilme


Matinta Produçâo - Imagem: divulgação.

O Amazônia Doc – Festival Pan Amazônico de Cinema está com inscrições abertas para a Mostra Égua do Filme, iniciativa que busca catalogar e disponibilizar, por meio de links, produções antigas e recentes do cinema paraense, em um só lugar. A ação se insere no movimento digital que tem se intensificado, no mundo todo, por causa dos riscos da contaminação da Covid-19, levando as pessoas ao isolamento social.




“Esta é uma forma de levar entretenimento de qualidade, além de incentivar as pessoas que estão em casa a conhecerem obras de realizadores paraenses”, explica Zienhe Castro, diretora geral do Amazônia Doc.



As submissão dos filmes é um processo simples, bastando preencher uma ficha de inscrição disponibilizada no endereço www.amazoniadoc.com.br, onde também será necessário deixar o link do filme e fazer o upload de materiais de divulgação do mesmo, para que a curadoria seja realizada pela equipe do Amazônia Doc. Podem ser inscritos filmes de todos os tamanhos e categorias: filmes de mistério, de paixão, animações infantis e adultas, documentários de todos os tipos.




A produção cinematográfica paraense se intensifica a partir do final dos anos 1990, junto com a retomada do cinema brasileiro. O movimento de 1998, formado por um grupo de profissionais interessados em desenvolver a arte cinematográfica na região, fortaleceu e obteve conquistas como a realização do 1º e 2º Prêmios Estímulo à realização de curta metragens de Belém, a implantação do Núcleo de Produção Digital, instalado no IAP, nos anos 2000, e ainda um edital inédito do Governo do Estado, em 2008.



Mostra Égua do Filme - Divulgação.


Outras premiações como o Doc TV vieram também para incentivar a produção de documentários e naquele momento a formação da mão de obra também ganhou força aperfeiçoando práticas que refletiram-se nas equipes e resultados dos filmes que vieram em seguida e que a Mostra Égua do Filme, também pretende reunir e deixar disponível para o acesso de todos.



“É importante deixar claro que não se trata de uma plataforma de streaming, mas sim reunir esses filmes que serão catalogados e terão seus links originais disponibilizados em nosso site, facilitando o acesso de todos. Esperamos com isso mostrar que temos um cinema atuante em diversas fases”, explica Zienhe.




Outras novidades - Na sua 6ª Edição, prevista para ser realizada de forma presencial, no segundo semestre, o Amazônia Doc se torna um Festival 3 em 1 e passa a abranger dois novos festivais dentro do seu projeto, o 1º Curta Escolas e o 1º Festival As Amazonas do Cinema, cujas inscrições iniciam no próximo dia 20 de abril. O evento também oferece duas mostras de cinema documental Pan Amazônico, cujas inscrições seguem abertas até dia 17 de abril, com acesso ao regulamento e forma de submissão também pelo site.



Jambeiro do Diabo - Imagem: divulgação.


“Enquanto preparamos tudo para o segundo semestre, neste momento estamos investindo em ações desta natureza, digital, afim de manter um diálogo constante com os realizadores e também com o nosso público”, conclui Zienhe, referindo-se à Mostra Égua e outras iniciativas que por meio digital visam fortalecer o cinema.

Serviço Informações e novidades sobre o 6º Amazônia Doc, além das submissões de filmes para integrar a Mostra Égua do Filme, pelo site www.amazoniadoc.com.br.



Texto: Luciana Medeiros (91 98134.7719)

28 visualizações