Músico Gileno Foinquinos se apresenta no Espaço Boiuna

#GilenoFoinquinos

Imagem: divulgação.

O músico Gileno Foinquinos está realizando temporada de música instrumental com o seu quarteto no Espaço Cultura Boiuna. O artista atua há 30 anos na área musical e desenvolve trabalhos autorais nesta vertente da música. Para o músico esse momento representa também um cenário de renovação da música instrumental paraense com novos talentos surgindo, sendo que esse trabalho é o resultado da reunião de duas gerações da música instrumental paraense a sua e a do baterista César Augusto (Gugu), que são da varguarda da música paraense, com os irmãos Willian Jardim 18 anos e Wesley Jardim 20 anos, talentos que estão em plena ascensão no cenário musical.




"É um momento muito importante de retomada das apresentações presenciais. A pandemia nos trouxe desafios mas também nos trouxe uma outra linguagem muito importante que é essa linguagem no formato on-line, porém as apresentações presenciais proporciona experiências e emoções únicas na interação artista e o público, que são vivências únicas e insubstituíveis pelo modelo virtual. A resposta do público às apresentações está sendo incrível e percebo que paulatinamente a galara está retornando para assitir presencialmente aos shows" conta Gileno Foinquinos.





São apresentações cativantes onde o guitarrista desenvolve suas influências dos ritmos do Baixo Tocantins como banguê, samba de cacete, siriá e carimbó revestindo-os com a efervecência sonora do jazz em sua vertente amazônica. Ouça o trabalho do artista clicando AQUI.



Segundo o músico o público pode esperar um show diversificado cheio de energia e repleto de nuances musicais. A principal característica das apresentações com certeza é a concepção de música trazida nas composições onde busco agregar elementos musicais da cultura paraense revestindo-os com uma linguagem jazzística com arranjos inovadores que ressaltam esses elementos dos rítmos amazônicos como banguê, lundu, samba de cacete, carimbó, zouk entre outros. É um show baseado em músicas autorais e além disso desenvolvi arranjos diferentes para músicas de artistas conhecidos mundialmente como Beatles e Michael Jackon e também arranjos para músicas de grandes nomes da música paraense como Waldemar Henrique, maestro Isoca e Maria Lídia. Por exemplo na música “Billie Jean” do Michael Jackon desenvolvi um arranjo onde executamos essa música no rítmo caliente do zouk e o resultado sonoro ficou bem contagiante e envolvente", finaliza.





Serviço: Gileno Foinquinos segue a temporada de apresentação no Espaço Cultural Boiuna. Às quartas-feiras, Rua dos Pariquis, 1556 - Batista Campos, a partir das

22:30h. Acesse o Instagram do artista para mais informações.



Texto: Comunicação do Artista