Música “O Amor” reúne artistas como Dona Onete, Móbile Lunar e Dois na Janela

#MúsicaOAmor #DonaOnete

#MóbileLunar #DoisNaJanela

Imagem: divulgação.

Nesta quarta, 29, o projeto Ampli Sessions – Edição Especial lança o último produto desta temporada: o single/clipe “O Amor”, que foi feito de forma colaborativa reunindo diferentes artistas como Dona Onete, Elder Effe e as bandas Dois na Janela e Móbile Lunar. O projeto, realizado pela Ampli Criativa e Soma Música e selecionado pela Lei Aldir Blanc Pará, apresentou episódios musicais com artistas da cena independente como Inesita, Félix Robatto e a banda Steamy Frogs. O lançamento do clipe será às 20 horas, no Youtube da AmpliCriativa.




Foram as incertezas e inseguranças provocadas pela pandemia que inspiraram a inédita “O Amor”, música composta por André Moska, da banda Móbile Lunar. A canção fala sobre a força que o amor nos traz nesse momento de pandemia, de empatia, de família, amigos, do quanto precisamos um do outro. E foi para reforçar essa necessidade do coletivo que o trabalho foi pensado para ser executado de forma colaborativa.




Com produção musical de Davi Paes, a música foi gravada no APCE Estúdio, em Belém, e a produção feita de forma colaborativa com gravação de videoclipe pelas bandas Móbile Lunar e Dois na Janela, Thalia Sarmanho, JP Cavalcante, Marcos Sarrazin, Elder Effe, o coro de crianças “Os Cutacas” e Dona Onete.





“Achei a ideia de uma criação coletiva muito interessante e fiquei muito feliz por receber o convite da Soma Música pra produzir e tocar nesse projeto. Apesar de assumir a posição de produtor, o grande barato de tudo era a liberdade de criação e soma de olhares e escutas musicais de músicos de diferentes vertentes. A música do André Moska foi arranjada por todos os músicos participantes. Uma música que trata desse momento difícil de pandemia que estamos passando onde só o amor vem curando e nos ajudando a superar. E o que é mais amor do que produzir arte coletivamente nesses tempos?”, indaga Davi, produtor musical do trabalho.




Para o músico, compositor e produtor Elder Effe, esses encontros tendem a fortalecer a cena. “Adoro esse tipo de movimentação, pois fortalece os laços e camaradagens entre os artistas locais e a cena só tem a ganhar com isso. Musicalmente, é super interessante, pois te instiga criativamente e é bonito ver a soma de vários estilos e modos de trabalhos de arranjo”, conta.



Imagem: divulgação.


Misturando cenas gravadas no estúdio Apce e na casa dos participantes, o clipe tem direção de Laércio Esteves. “O Ampli Sessions é um projeto, economicamente falando, muito importante porque mesmo sem poder tocar, a gente segue produzindo, fazendo nosso portfolio, seja como músico, produtor, editor, mostrando nossa cadeia produtiva atuante e artisticamente é incrível porque pude trabalhar com músicos de fora da minha banda, de uma maneira ideal: tendo um bom estúdio por trás e todos com vontade de fazer o melhor seja para o colega de profissão quanto para o público final”, explica Laércio, que além de ser um profissional do audiovisual paraense (é o responsável pela edição do Ampli Sessions e diretor do videoclipe), é músico da banda Móbile Lunar.




Ampli Sessions - Aprovado pela Lei Aldir Blanc Pará em 2021, a segunda temporada ganhou o nome de Ampli Sessions – Edição Especial por apresentar um formato reduzido quando os artistas convidados tocam três músicas autorais em uma produção intimista. Félix Robatto, Steamy Frogs e Inesita são os participantes das sessions desta edição. A ideia é divulgar a cena musical independente do Pará.





Serviço: Lançamento do single/clipe "O Amor" pelo projeto Ampli Sessions / Local: Youtube Ampli Criativa Data: 29 de setembro de 2021 (quarta-feira) Horário: 20h. Informações: @somamusica


Texto: Sonia Ferro (91) 98026-1595 (Lambada Produções)

144 visualizações