Live: Projeto oferece oficinas de cinema para educadores do Pará

#Live


Cena do filme "Feitiço" - Divulgação.

Vivências artísticas, memórias e encantarias da Amazônia viraram tema de filme, idealizado pela cineasta paraense Rosilene Cordeiro. A obra “#Feitiço” será lançada em maio de 2021, mas o projeto, que inclui oficinas de cinema para professores da rede pública, será apresentado já nesta quinta-feira (4), às 19h, em live nas redes sociais.




O filme foi gravado entre 2018 e 2020, em Bragança, Parauapebas, Irituia, Capanema e Soure, Ponta de Pedras e quilombos do Tartarugueiro e do Santana, na Ilha do Marajó. Rosilene, que atuou como roteirista e diretora do longa, nasceu em Belém, mas as crenças populares típicas da região interiorana sempre fizeram parte do seu dia-a-dia.




“Venho de uma família formada entre aldeia e quilombo, que migrou do interior para Belém em busca de melhores condições de vida. Sendo assim, as crenças e “feitiços” amazônicos sempre fizeram parte do cotidiano em casa, me impactando desde sempre e, hoje, também fazem parte das minhas memórias afetivas”, diz.



Divulgação


O projeto prevê, ainda, a exibição do longa em praças públicas das cidades onde as cenas foram coletadas, que será possibilitada por meio de parcerias com as prefeituras locais. “É uma chance de oferecer uma contrapartida a essas comunidades, que nos acolheram. Os próprios atuantes do filme têm suas próprias memórias com esses locais”, pontua. A obra é protagonizada por Denis Bezerra, Francisco Weyl, Mateus

Moura e Rubens Santana.




O “#Feitiço” tem incentivo do Edital Aldir Blanc Pará Audiovisual e apoio de Associação dos Artistas Visuais do Sul e Sudeste do Pará, Governo do Pará e Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo. O filme terá a opção de audiodescrição e tradução em libras, inglês e espanhol.



Cartaz do filme "Feitiço" - Divulgação.


A cineasta


Rosilene Cordeiro é cineasta, performer e atriz de formação pela Universidade Federal do Pará com especialização em Estudos Contemporâneos do Corpo e mestrado em Comunicação, Linguagens e Cultura pela Universidade de Amazônia. No audiovisual, sua trajetória começa em 2010, quando atuou como preparadora de elenco do videoteatro “Dalcidiano”, dirigido por Francisco Weyl e Isabela do Lago, em Soure, na Ilha do Marajó. Ela foi homenageada na segunda edição do Festival de Cinema Negro Zélia Amador de Deus.




Além de Rosilene, participam da live: Mateus Moura, co-diretor de “#Feitiço”; Luana Peixe, produtora executiva do longa; Patrícia Passos, assessora financeira; Denis Bezerra, ator e assistente de montagem; e Rafael Ferreira, colaborador e social media do projeto.



Serviço: Live de lançamento do projeto “#Feitiço”, com apresentação da equipe

Onde? Página do Facebook Hashtag Feitiço – O Filme

Dia: Quinta-feira, 4 de março

Que horas? 19h

Mais informações: (91) 98353-1375.


Texto: Fernando Assunção (Assessoria de Comunicação)


69 visualizações

Posts recentes

Ver tudo