Live: “Mão com Música” recebe Lia Sophia, Pinduca e Arraial do Pavulagem

#MãoComMúsica

#Live


Divulgação.

Nesta sexta-feira (19/03), às 21h30, o músico e cineasta Marco André recebe grandes nomes da música paraense na “Live as Mãos com Música”. Lia Sophia, Pinduca e Arraial do Pavulagem são os convidados para uma noite de muito carimbó e boi bumbá. Durante a transmissão ao vivo, os músicos irão interagir com o público, contarão histórias e curiosidades de suas carreiras e tocarão seus grandes sucessos. A transmissão ocorrerá no perfil do Instagram @marcoandre_musicine.




Sobre o Live as Mãos com Música


Todas as sextas-feiras, Marco André recebe em seu Instagram grandes artistas e músicos da MPB para lives com cerca de 1h30 de duração. Durante a transmissão, Marco e os convidados interagem com o público, contam histórias e curiosidades de suas carreiras e, claro, tocam os grandes sucessos dos artistas convidados. A iniciativa conta com o patrocínio da Alubar. Para ajudar os trabalhadores da cultura de Belém, o projeto “Live as Mãos com Música” está mobilizando uma vaquinha online, disponível em www.marcoandre.art.br. O valor arrecadado será destinado a diversos músicos que tocam na noite de Belém, técnicos de som e luz, roadies, contrarregras, cantores, instrumentistas e outras diversas categorias de profissionais indispensáveis para a realização de espetáculos culturais.




Marco André explica que o projeto surgiu em 2020, com a chegada da pandemia e a dificuldade dos trabalhadores da música em se manter após as restrições a lugares e eventos com aglomerações. “Tenho 57 anos, sou de uma geração que não nasceu nas redes sociais. Mas agora a gente depende das redes e temos dificuldade de atrair o nosso público, que em geral é de pessoas mais velhas. Então esse projeto das lives foi uma forma de estar em contato com o público e de atrair também pessoas novas, que não nos acompanhavam. Além disso, estamos em um momento de desespero completo, porque a classe artística não tem como trabalhar e não há subsídios do governo”, disse o músico e cineasta.





O formato das lives é intimista e caseiro, com cerca de 1h30 de duração. “O Instagram não tem o melhor som do mundo, mas permite que a gente trabalhe de casa e leia o que o espectador está escrevendo. Não é preciso técnico de som, é uma forma barata de realizar uma apresentação e ficar em contato com o público”, afirma Marco André.



Este ano, o “Live as Mãos com Música” conta com o patrocínio da Alubar, que é líder na América Latina na fabricação de cabos elétricos de alumínio, uma das maiores do continente na produção de vergalhões de ligas de alumínio e produtora de condutores de cobre. Para a empresa, que já patrocinou outras iniciativas culturais como o Círio de Nazaré e o Projeto Circular, esta é uma maneira de diminuir os impactos da pandemia no setor artístico. “A Alubar surgiu em Barcarena, no Pará, e de lá se expandiu para outros lugares do Brasil e do mundo. Por isso, a empresa sempre valorizou e investiu na cultura do estado, seja na música, nas artes plásticas e na preservação de patrimônios culturais materiais e imateriais. Neste momento crítico de pandemia que o mundo enfrenta, a Alubar entende que ajudar o projeto ‘Live as Mãos com Música’ será um incentivo importante para a área cultural de Belém”, afirma Mônica Alvarez, Gerente de

Comunicação da empresa.



Serviço: Live as Mãos com Música – Lia Sophia, Pinduca e Arraial do Pavulagem

Data: sexta-feira (19/03/2021) - Hora: 21h30

Acesso: Gratuito

Local: Instagram do musico e cineasta Marco André - @marcoandre_musicine. A

vaquinha para ajudar trabalhadores da cultura de Belém está em

www.marcoandre.art.br.


Texto: Jobson Marinho (Temple Comunicação)