III Cortejo Visagento traz valorização do folclore paraense no bairro do Guamá

#CortejoVisagento

#FolcloreParaense

#BairroDoGuamá

Imagem: divulgação.

Como forma de valorizar a cultura local , o Cortejo Visagento acontecerá neste domingo, dia 31 de outubro, conhecido mundialmente como o Dia das Bruxas, mas que, regionalmente, é comemorado como o Dia da Matinta. Com uma programação que vai de oficinas de produção de adereços e fantasias até contações de histórias e apresentações, a terceira edição do cortejo vai reunir a população por diversas ruas do bairro do Guamá. A concentração vai partir do Cemitério Santa Izabel, passando pelas ruas José Bonifácio, Pedreirinha, João de Deus e terminar na avenida Bernardo Sayão.




Em edições anteriores, como na última, que reuniu mais de 2000 pessoas, a criatividade veio através das fantasias e maquiagens artísticas, referenciando assombrações e personagens populares nas lendas já conhecidas por todos, como a Mulher do Táxi, a Cobra-grande, o Saci Pererê, o Curupira e muitos outros.




O projeto foi criado pelo Espaço Cultural Nossa Biblioteca e recebe a colaboração dos professores das escolas Barão de Igarapé-Miri e Frei Daniel, que viram a necessidade de reforçar a leitura como uma forma de desenvolver um sentimento de pertencimento e orgulho da cultura paraense. Essa busca pela valorização local também levou voluntários da Biblioteca a ministrar aulas dentro do Cemitério Santa Izabel. “Nós possibilitamos que crianças e jovens aprendam sobre a história do bairro sob uma ótica diferente, ressignificando construções públicas e criando uma visão mais positiva sobre esse espaço”, conta Raimundo de Oliveira, um dos idealizadores do projeto.





Durante o percurso, uma parada é feita a cada rua para contação de histórias e apresentações realizadas por convidados, parceiros e jovens e crianças participantes das atividades. Para os organizadores do projeto, a valorização da cultura popular é o ponto de partida para a celebração.



O Cortejo Visagento integra um projeto maior, que é o "Guamá Tricentenário". O trajeto segue a estratégia de rememorar a origem do bairro e está envolvido em um conjunto de ações que terão uma temporalidade e um ponto de culminância no tricentésimo aniversário do bairro. A cada ano o cortejo vai seguir para uma região diferente do Guamá, levando um pouco da história daquele espaço específico. “Queremos trazer visibilidade para os fazedores de cultura do bairro, trazendo valorização ao que temos no Guamá pelos próprios moradores e modificando a visão de que o bairro é um lugar perigoso, mostrando que é um centro de cultura”, explica Tereza Oliveira, uma das organizadoras do Cortejo Visagento.





SERVIÇO: III Cortejo Visagento

Dia: Domingo (31/10) Local: Cemitério Santa Izabel, bairro do Guamá em Belém / Horário: 19h


Texto e Informações: Ariela Motizuki - (91) 993772930