Grupo de Pesquisa lança livro sobre Comunicação, Gênero e Trabalho Doméstico

#ComunicaçãoGeneroTrabalhoDomestico


Comunicação, Gênero e Trabalho Doméstico: das reiterações coloniais à invenção de outros possíveis - Divulgação


Livro foi produzido em meio a reflexões sobre desigualdades na pandemia e busca compreender a sociedade brasileira. A obra está disponível para download gratuito. O grupode pesquisa da Universidade Federal do Pará (UFPA) lança o livro “Comunicação, Gênero e Trabalho Doméstico: das reiterações coloniais à invenção de outros possíveis”. O trabalho Doméstico remunerado, historicamente marcado no Brasil pelas desigualdades de gênero, classe e raça, é um dos focos de estudos do grupo de pesquisa. A publicação é destinada ao público em geral e acadêmico com interesse na reflexão sobre processos comunicacionais em um contexto de desigualdades interseccionais, feminismos, racismo, decolonialidade e trabalho doméstico.




O livro é organizado pelas professoras Danila Cal e Rosaly Brito, ambas do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCOM) e da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal do Pará (UFPA), além de coordenadoras do Compoa. A obra, publicada pela Editora CRV, conta com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) por meio do projeto de pesquisa “Mídia, debate público e negociação de sentidos sobre o trabalho doméstico”.



Profª. Rosaly de Seixas Brito (Organizadora do Livro) - Divulgação.


A publicação surge em meio ao sombrio cenário da pandemia do novo coronavírus, que repercutiu de modo decisivo nas condições de vida de trabalhadoras domésticas, em sua maioria mulheres negras e pobres. Segundo o IPEA, a primeira morte por Covid-19 no Rio de Janeiro foi de uma trabalhadora doméstica, contaminada pela empregadora, que havia recém-chegado da Itália.




Profª. Danila Gentil Rodriguez Cal (Organizadora do Livro) - Divulgação.


São 14 capítulos, sendo três deles com a participação das próprias trabalhadoras domésticas. “Consideramos a participação das trabalhadoras domésticas uma inovação importante, de inspiração decolonial e com influência nos processos de produção do conhecimento. Por fim, ao analisar as práticas midiáticas em torno do trabalho doméstico e publicizar essa crítica, o livro contribui para tencioná-las e abre caminho para renová-las à luz de processos que considerem os atravessamentos interseccionais”, afirma Danila Cal.




SERVIÇO:

Lançamento do livro: “Comunicação, Gênero e Trabalho Doméstico: das reiterações

coloniais à invenção de outros possíveis”

Download gratuito no site do PPGCom UFPA:

https://ppgcom.ufpa.br/index.php/pt/livros-artigos


Conheça sobre o grupo de pesquisa Compoa nas redes sociais: Facebook e

Instagram:


Texto: Comunicação

113 visualizações

Posts recentes

Ver tudo