Galeria Theodoro Braga promove exposição virtual coletiva “O Futuro é Mulher”

#GaleriatheodoroBraga


O Futuro É Mulher - Imagem: divulgação.


Devido a atual realidade imposta pela quarentena causada pelo Coronavírus, todos os espaços voltados para arte tiveram que fechar suas portas para o público por medida de segurança. Sabendo desta questão, Galeria Theodoro Braga (GTB) resolveu disponibilizar no começo desde mês (04/07) de forma virtual a exposição “O Futuro é Mulher”.





Em março deste ano apresentamos na (GTB) a exposição coletiva "O Futuro é Mulher", uma iniciativa nossa pra demarcar o mês de lutas e conquistas das mulheres em sua trajetória de combate ao machismo, à misoginia, por um mundo de equidade de gênero. Sabíamos desde o primeiro momento que seria a primeira expo de impacto do ano, e que teríamos público recorde, como comprovou o imenso sucesso da abertura da exposição no dia 11 de março. O que não sabíamos é que todos seríamos atropelados pela pandemia do coronavírus, e no dia 20 de março fomos obrigados a fechar as portas.





Passaram-se mais de três meses sem sabermos direito o que fazer, vivendo esse processo de adaptação, repensando nossas ações, e de que maneira iríamos retomar nossos trabalhos. Agora estamos exatamente no momento de retomada, e a perspectiva é que a GTB reabra para o público no segundo semestre. Mas ainda restava esse gosto amargo: o que fazer com essa maravilhosa exposição (ainda montada) que reúne 29 artistas de várias gerações e imenso talento?




Decidimos transformá-la na primeira exposição virtual da Galeria Theodoro Braga (e mais uma vez, as mulheres são protagonistas de um movimento revolucionário dentro da história dessa galeria). Com concepção de Eliane Moura (que também assina o texto curatorial da expo) e Renato Torres, temos a alegria de apresentar "O Futuro é Mulher" em formato virtual, que seguirá disponível para apreciação em todas as nossas redes sociais. Apreciem, compartilhem, divulguem!



Imagem: divulgação.


"O Futuro é Mulher"


A potente produção de arte feminina que apresentamos na mostra "O Futuro é Mulher"

traz vinte e nove artistas que fazem parte desse movimento – não de resgate, mas de afirmação, de posicionamento político, cultural, artístico – que a Galeria Theodoro Braga percorre desde 2008, com a realização de coletâneas como "Anima: Além do Sentido" (2011, com oito artistas mulheres) e "Mulheres Líquidas" (2012, com sete artistas mulheres). A representatividade artística feminina nestas duas exposições ainda estava em construção; notamos hoje uma explosão de novas artistas trabalhando incansavelmente nas mais diversas técnicas: pintura, fotografia, performance, vídeo, arte gráfica, gravura digital, além de outras manifestações em arte e novas tecnologias. “Esta exposição abre ainda um espaço para o diálogo entre o acervo da fundação e a profusão de novas protagonistas da arte paraense.” (Eliane Moura - Artista e Arte Educadora).



Abaixo links adicionais de produções que integram a exposição coletiva "O Futuro é Mulher" da Galeria Theodoro Braga, março de 2020.


"Dança a tua dor" - Carol Magno. / "O que guarda a roupa do teu passado?" -

Carol Magno e "Caixa de memória" - Coletivo Vênus:


Texto: Galeria Theodoro Braga.

83 visualizações