Galeria Theodoro Braga expõe “Cada um Vê o que Conhece” em dezembro

#Exposição


Imagem: divulgação.

A galeria Theodoro Braga recebe neste mês a exposição “Cada um vê o que conhece”, de Mozileide Neri. Com entrada franca, o público pode ver novas

representações de obras famosas da literatura brasileira pelo ponto de vista da

artista.




O projeto expositivo de Mozileide Neri é composto pela união das duas linguagens: literatura e artes plásticas, já que uma série de pinturas foram criadas a partir das leituras. Os fragmentos imagéticos estão abertos às variadas interpretações.




A ideia surgiu a partir do pensamento de que ler não é apenas decodificar ou decifrar um código, e sim interpretar, narrar, vivenciar e até estabelecer um vínculo afetivo com a arte.


Os textos escolhidos foram:

“As ruínas circulares” de Jorge Luis Borges;

“O grou” de Adrina Lisboa (pintura acessível que permite a experiência tátil de

visitantes com e sem deficiência visual);

“O visitante” de Lygia Fagundes Telles;

“O conto da ilha desconhecida” de José Saramago;

“Senhora” de José de Alencar;

“O menino que carregava água na peneira” de Manoel de Barros;

“Morangos mofados” de Caio Fernando Abreu;

“A senhora que era nossa” de Marcelino Freire;

“Nos olhos do intruso” de Rubens Figueiredo;

“Lúcia McCartney” de Rubem Fonseca;

“Hora de alimentar serpentes” de Marina Colasanti;

“O vestido novo” de Virginia Woolf;

“Helena” de Machado de Assis;

“Os desastres de Sofia” de Clarice Lispector.



Serviço: Exposição “Cada um vê o que conhece” de Mozileide Neri;

Local: Galeria Theodoro Braga - Horário: 08h às 18h;

Data: 06 a 27 de dezembro.


Texto: Assessoria de Comunicação FCP

8 visualizações