Festival do Filme Etnográfico do Pará vai premiar filmes feitos por indígenas

#FilmeEtnográficoDoPará

#Indígenas

#Festival


DivinoTserewahu - Imagem: divulgação.

Estão abertas as inscrições para as duas mostras competitivas do III Festival do Filme Etnográfico do Pará. O festival, que acontece em sua terceira edição, é uma iniciativa do Grupo de Pesquisa em Antropologia Visual Visagem do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Pará, sob coordenação geral de Alessandro Campos e Denise Cardoso.




A novidade desta edição é a mostra a Mostra Competitiva Divino Tserewahú, voltada exclusivamente para produção de cineastas indígenas e vai premiar o melhor Curta, Média e Longa-Metragem realizados por esses cineastas. Esta mostra se une a Mostra Competitiva Jean Rouch, que premia o Melhor Filme Etnográfico em Curta, Média e Longa-Metragem. As inscrições são totalmente gratuitas até o dia 27 de junho de 2021 exclusivamente online pelo site https://festivaldopara.com.br/2021/ .




Para estas Mostras serão aceitas produções nacionais e internacionais de filmes que abordem questões socioculturais contemporâneas sobre pessoas, grupos sociais, processos históricos de temas de interesse antropológico e afins.



Os filmes não selecionados para as Mostras Competitivas poderão ser exibidos em Mostras Paralelas do festival, divididas por temáticas e com curadorias próprias. O Festival também será composto por conferências, rodas de conversa, oficinas e homenagens.



Jean Rouch - Imagem: divulgação.


As duas Mostras Competitivas homenageiam grandes nomes deste tipo de produção. Um deles é Jean Rouch, cineasta e antropólogo francês, grande referência paradigmática para o que se entende por filme etnográfico. O outro é Divino Tserewahú, líder comunitário do povo Xavante e pioneiro no Cinema Indígena no Brasil e um dos

maiores realizadores ainda na ativa.




Ao longo desses seis anos de realização, o Festival do Filme Etnográfico do Pará busca difundir, fomentar e premiar produções audiovisuais com qualidade técnica reconhecida na área do cinema e da antropologia, além de promover o diálogo entre produtores, cineastas, pesquisadores, estudantes e público em geral.



Imagem: divulgação.


Apesar da pandemia da covid-19 ainda ser uma triste realidade no mundo e, de forma ainda mais cruel, no Brasil. Um dos coordenadores gerais do Festival, Alessandro Campos, afirma “que a nossa dor e o nosso luto somam-se a de milhões de famílias devastadas por tantas perdas irreparáveis onde o choro e a revolta se tornaram sentimentos coletivos, assim como deve ser a esperança”, relata.




Ele complementa ainda que “essa esperança perpassa, inevitavelmente, pela arte e pela diversidade da cultura humana em sempre encontrar caminhos para a adaptação e para a resistência. Esse é o sentimento e a atitude desta edição do Festival do Filme Etnográfico do Pará” e convoca à resistência.




O III Festival do Filme Etnográfico do Pará está programado para o período de 16 a 21 de novembro deste ano. A ideia é até lá poder realizar alguns eventos presenciais, mas isso depende da situação sanitária em que se encontrar o país, o estado e Belém.


Serviço: Abertas Inscrições de filmes III Festival do Filme Etnográfico do Pará

Data: até o dia 27 de junho de 2021


Mais informações: https://festivaldopara.com.br/2021/


Texto: Marcia Lima (91) 98300 -1636 (whats) Assessoria de Imprensa.






78 visualizações