Festival Amazônia DOC 2019 inicia quinta-feira (30/05) com entrada gratuita



A quinta edição do Amazônia DOC - Festival Pan-Amazônico de Cinema 2019, inicia na próxima quinta-feira (30/05) e segue até 07/06, em Belém, com reflexões que abrangem questões de gênero, meio ambiente e movimentos sociais - como a luta pelos direitos dos indígenas e da comunidade LGBTQI+, e atividades de formação e discussão com convidados da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Canal Brasil, Globo News, Médicos Sem Fronteiras, Plataforma VideoCamp, Plataforma Taturana, CineClubeTF, com mediação de realizadores e produtores paraenses. O evento terá também uma grande homenageada: a professora e crítica de cinema Maria Luzia Miranda Alvarez. De 20 a 26/06, uma mostra retrospectiva com filmes das edições anteriores ocorrerá no Cine Olympia.



O festival é uma realização da Secretaria do Audiovisual e Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania, com co-realização do Instituto de Cultura da Amazônia (Culta) e Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult-PA) e produção de ZFilmes. Apoio cultural: Fundação Cultural do Pará (FCP), Sesc, Belém Soft Hotel, San Tito, Universidade Federal do Pará (UFPA), Sebrae, Estrela do Norte, Banpará, Pará 2000, NET. Apoio: YetLab , Inovador Talvez, CONNE, Projeto Circular e Funtelpa.



O Cine-Teatro Maria Sylvia Nunes e o Cinema Líbero Luxardo abrigam as exibições de filmes, já o Sesc Ver-o-Peso recebe as oficinas e mesas-redondas, numa programação que acompanha as mudanças da tecnologia e da sociedade. “Percebo uma grande mudança na realização de documentários e existe hoje uma diversidade de formatos e de protagonismos dessa produção, que é imprescindível para estabelecer uma reflexão profunda sobre o documentário contemporâneo”, afirma Zienhe Castro, coordenadora geral do evento, após sete anos de pausa desde a última edição, em 2012.



A programação terá sessão de abertura, sessões especiais, além de duas mostras competitivas, com 30 filmes, entre longas, médias e curtas-metragens - que apresentam um recorte muito diverso de temas urgentes e estéticas inovadoras, que vão desde o clássico até o documentário experimental; e para finalizar, sessão de encerramento com cerimônia de premiação. Estão programados também quatro painéis de debate, três dias de masterclass com Alice Riff para alunos da Escola Pública Estadual e uma oficina sobre “Documentários de Impacto”.



Na quinta-feira (30/05), a Sessão de Abertura ocorrerá às 18h30, no Teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas), com a Maria Luzia Miranda Alvarez. “É um reconhecimento aos anos de estudo e pesquisa sobre o cinema, que a professora Luzia realiza há muitos anos na Universidade Federal do Pará. Ela é reconhecidamente a pioneira no exercício da crítica cinematográfica paraense e ouso dizer, quiçá, uma das primeiras no cenário nacional", diz Zienhe Castro. Em seguida, às 19h30, será exibido o documentário “Torre das Donzelas”, da diretora Susanna Lira - vencedor do melhor documentário no Festival do Rio em 2018 -, com bate-papo com a realizadora após a sessão.



Serviço


AMAZÔNIA DOC. 5 – FESTIVAL PAN-AMAZÔNICO DE CINEMA 2019 Abertura: 30/05, às, 18h30 no Teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas), com exibição do documentário “Torre das Donzelas”, de Susanna Lira Mostras competitivas: 31/05 a 05/06, com sessões 16h, 18h e 21h, no Cinema Líbero Luxardo (Av. Gentil Bittencourt, 650 - Nazaré)


Oficina: “Documentário de Impacto”, com Rodrigo Grillo (UFPA), de 03 a 07/06, de 9h às 12h, no Sesc Ver-o-Peso (Boulevard Castilhos França, 522/523)


Encerramento: 07/06, às 18h no Teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas) com cerimônia de Premiação do Festival nas Categorias Júri Oficial e Público Entrada gratuita. Confira programação completa em: http://amazoniadoc.com.br/ Informações: (91) 3349-2018 / contato@zfilmes.com.br


Texto: Assessoria de imprensa: Dominik Giusti/Sorella Conteúdo - (91) 98107-8710 Fotos: divulgação

0 visualização