Exposições celebram o mês de aniversário de Belém

#Exposição


GTB - Exposição Belém 404 / Imagem: divulgação.


A Galeria Theodoro Braga e o Arquivo Público de Belém seguem com suas exposições comemorativas ao aniversário da capital paraense. Os visitantes podem prestigiar o trabalho até a próxima sexta-feira (31/01). A entrada é gratuita e livre para todos os públicos.




A Galeria Theodoro Braga mostra a cidade em seus pontos únicos e peculiaridades na exposição “Belém 404”, aberta à visitação das 9h às 19h. As fotos selecionadas fazem parte do próprio acervo da galeria, mostrando elementos belenenses que fazem da cidade uma personagem importante para a narrativa fotográfica de si mesma.




“A narrativa urbana está presente na construção expográfica que apresenta um circuito claro pela cena da cidade, barcos, praças, Ver-o-Peso, comércio e festejos religiosos, o povo e subjetividades presentes no imaginário artístico”, escreve João Paulo do Amaral, responsável pelo projeto gráfico da exposição.



Na sede histórica do Arquivo Público do Pará, ocorre a Mostra Multi Artística, realizada pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), com obras de três artistas do campo da fotografia, literatura e artesanato. A visitação pode ser feita de 8h às 15h.




A literatura está presente por meio da obra do poeta Juraci Siqueira sobre a cidade. São 12 textos, entre poemas e crônicas, dedicados à capital paraense e expostos no espaço. Os escritos foram extraídos dos livros “Simplesmente Belém” e “Belém nossa de cada dia”. São materiais produzidos desde a década de 1980 com a temática da cidade.



Mostra Multi Artisticas - Imagem: Leandro Tocantins.

Já o fotógrafo Faustino Castro, com 24 anos de profissão, conta que ainda se encanta com as belezas da capital paraense e revela o que mais o motiva a registrar as imagens da cidade. As oito fotografias escolhidas para serem expostas no Arquivo Público fazem parte da coleção “Os marcos de Belém”, que traz cliques de monumentos emblemáticos da cidade.




Os barcos que formam o cenário característico dos rios da Amazônia inspiraram o artesão José Irineu dos Santos. Nordestino e morador de Belém há 57 anos, ele não deixa de se encantar com a vista da cidade e transmite essa paixão para seu trabalho. O material que o artista mais usa é a madeira, principalmente cedro, ipê e jatobá. Além dos barcos, ele faz toca de índios, maquete de casa, casa de forno de farinha, entre outros produtos.




Para o diretor do Arquivo Público, Leonardo Torii, a iniciativa busca democratizar esses espaços. "A ideia é atrair um público bem diversificado, além daquele que já visita o local para fazer pesquisas. Queremos transformar o Arquivo também em um lugar de exposições, fotografias, artesanatos e de diversas outras formas de se expressar".



Serviço:

Exposição Belém 404

Local: Galeria Teodoro Braga – subsolo do edifício sede da Fundação Cultural do

Pará (Av. Gentil Bittencourt, 650)

Data: até dia 31/01; Horário: 9h às 19h; ENTRADA GRATUITA.


Mostra “Multi Artística”

Local: Arquivo Público do Pará (Tv. Campos Sales, 273 – Campina)

Data: até dia 31/10: Horário: 8h às 15h. ENTRADA GRATUITA.


Texto: Com informações da Comunicação FCP e SECULT/Agência Pará


24 visualizações