Exposição virtual mostra o olhar de Miguel Chikaoka sobre a cena teatral paraense

#MiguelChikaoka

#ExposiçãoVirtual


Imagem: Divulgação.


A vivência do fotógrafo e educador Miguel Chikaoka nos deslocamentos de olhar para a cena teatral está na exposição virtual O Teatro Paraense 80/90: Fotografias de Miguel Chikaoka, da Kamara Kó Galeria, que abre ao público no dia 11 de junho, e integra a programação do projeto Circular Campina Cidade-Velha no domingo dia 13, resultado do Edital de Multilinguagens - Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Estado de Cultura do Estado do Pará (Secult).




O projeto traz arquivos e memórias com curadoria do fotógrafo e de artistas convidados, referências do teatro no Pará: Wlad Lima, Claudio Barros, e a atriz e pesquisadora Valeria Frota Andrade. Além da exposição virtual no site da galeria, o projeto traz ainda as oficinas Fotografia Ágil x Memória Volátil, 14 a 16 de junho, e Fotografia de Palco, 17 a 21 de junho, que foram voltadas sobretudo para alunos de escolas públicas. Chikaoka e os artistas curadores convidados participam de uma live no dia 19 de junho, às 19h, finalizando a programação.




A paixão de Chikaoka pelo teatro vem da infância, ainda bem pequeno, atento observador dos movimentos em casa, sua família. “Via como uma cena, uma ação de teatro”, conta ele. Depois vivenciou fotografar movimentos locais de teatro na França, ao final da década de 70, que fluiu durante os anos 80 e 90 em Belém, com a efervescência cultural da cidade. “Meu contato com o teatro foi tão forte, e coincide com esse momento em Belém. Constitui-se uma família, uma sintonia, e trago essa vivência para a fotografia”, fala Miguel.



Imagem: divulgação.


Trupes de atores movimentavam espaços públicos como o Anfiteatro da Praça da República, o Teatro Experimental Waldemar Henrique, o Teatro da Paz com suas galerias, ou mesmo o lendário Bar do Parque. A fotografia cênica documental, de arquivo foi registrada em preto e branco, nas câmeras e filmes analógicos de Miguel, em registros agora digitalizados. "Um projeto de qualidade física e documental da arquitetura cênica paraense. É valorizar a diversidade da captura desse momento histórico da cena em um cenário político divergente à expressão da linguagem”, opina a atriz e professora Wlad Lima.




A exposição traz um recorte de 50 imagens, escolhidas de um grande acervo do fotógrafo, agora digitalizado e disponível para consulta de interessados, acadêmicos, amantes de teatro e fotografia. Na versão virtual para garantir a saúde de todos, o acesso é livre para experimentar o contato com a trajetória da cena no final do século passado.


Serviço:

Exposição virtual O Teatro Paraense 80/90: Fotografias de Miguel Chikaoka, que

abre ao público no dia 11 de junho, e integra o projeto Circular Campina

Cidade-Velha no domingo dia 13, com acesso pelo site

www.kamarakogaleria.com.br . Live com Miguel Chikaoka e convidados no dia 19 de

junho, às 19h, no Youtube da Kamara Kó Galeria.


Texto: Yvana Crizanto (91) 98138-7691 (Assessoria de Comunicação)

148 visualizações