Edyr Augusto conta novas narrativas de Belém no livro "Crônicas da Cidade Morena4"

#EdyrAugusto

#CrônicasDaCidadeMorena4

Edyr Augusto - Imagem: DiogoVianna / Divulgação.

Lançado no final de agosto (26), em “Crônicas da Cidade Morena 4”, o autor dá sequência a um celebrado trabalho literário cujas narrativas são todas ancoradas no cotidiano da cidade de Belém. Premiado na França e com obras publicadas em diversos países, incluindo Inglaterra e México, Edyr Augusto é um dos mais importantes autores do Pará. Possui 16 obras lançadas, entre contos, poemas e romances.




Nesta obra, ele prossegue sua literatura sobre Belém na série “Crônicas da Cidade Morena”, que chega ao quarto volume pela Amo! Editora. Trata-se de uma homenagem ao avô de Edyr, Edgar Proença, jornalista que escrevia crônicas sobre Belém sob o título “Instantâneos da Cidade Morena”. Em mais de 60 textos inéditos, Edyr Augusto homenageia e lança um olhar crítico à cidade da qual nunca se separou e divulga para o mundo com estilo próprio e realista.




No prefácio, o compositor, escritor e artista plástico Marcos Quinan sintetiza que Edyr Augusto, em “Crônicas da Cidade Morena 4”: "Com proficiência fala de futebol e carnaval. Do Círio de Nazaré, com saudade e observações pertinentes. Relembra as alegrias do Natal e uma grande descoberta em “Papai Noel!”. Íntimo, recorda amores, influências e revela preferências. Filosofa com muita sede de plantio, de colheita. E assim nos vai sitiando com suas emoções, seduzindo com ternura nossa memória para lembramentos que o tempo deposita no relicário de valores acumulados em nossas vidas."





Sobre O Autor - EDYR AUGUSTO nasceu em Belém, em 1954. É jornalista, radialista, dramaturgo, diretor de teatro e, em 1998, estreou como romancista, com a publicação de "Os Éguas". Em 2001, lançou "Moscow", seu segundo romance, seguido de "Casa de Caba" (2004), do livro de contos "Um sol para cada um" (2008) e dos romances "Selva concreta" (2012), "Pssica" (2015) e "Belhell" (2020).




Reverenciado pela crítica estrangeira, o livro "Os Éguas" foi traduzido para o francês e recebeu, em 2015, o prêmio Caméléon de Melhor Romance Estrangeiro, na Université Jean Moulin Lyon 3, na França. No mesmo ano, Edyr participou do festival Quais du Polar, em Lyon, e do Salão do Livro de Paris, firmando carreira internacional. Desde então, seus romances são traduzidos para diferentes línguas. "Casa de Caba" foi publicado na França, com o título "Nid de vipères", e na Inglaterra, como "Hornets’ nest" (Aflame Books, 2007). O paraense também teve seus contos publicamos no Peru, pela editora PetroPeru, e no México, pela Vera Cruz.



Imagem: divulgação.


Amo! Editora:

Vocês já devem ter ouvido falar da Amo! Outro dia, postei aqui um texto sobre um outro lançamento, da editora que chega para valorizar o mercado literário do norte do Brasil, com um catálogo inédito de publicações que reúne sobretudo os autores contemporâneos da Amazônia. Sua proposta é lançar ou relançar obras fundamentais à compreensão do legado e da diversidade da região, com o diferencial de promover também a acessibilidade de seus títulos por meio de audiolivros.




Obras inéditas de João de Jesus Paes Loureiro e Lilia Silvestre Chaves, entre outros autores do Pará, serão lançadas em 2021 com design gráfico da cantora Andréa Pinheiro. Novos autores também podem submeter seus trabalhos em amoeditora.belem@gmail.com, para que publicações futuras sejam selecionadas por uma equipe de curadores que tem o poeta Vasco Cavalcante como integrante.





Serviço: "Crônicas da Cidade Morena 4", de Edyr Augusto. Disponível pra venda na LIVRARIA FOX BELÉM (Dr. Moraes, 584 Entre Av. Conselheiro e Mundurucus - Batista

Campos).


Texto: Luciana Medeiros (91) 98134-7719 (Holofote Virtual)


103 visualizações

Posts recentes

Ver tudo