Circular abre mês de junho com arte, cultura e cidadania


É neste domingo, 2 de junho. A 26a edição do Circular Campina Cidade Velha traz programação riquíssima da cultura paraense. Das 8h às 20h, mais de 40 espaços culturais abrem ao público com oficinas, pocket shows, sessões literárias, atividades infantis, economia criativa, ocupação pública, cidadania, cinema, exposições, gastronomia criativa, vegana e sustentável

que se espalham pelos espaços, e muito mais.



Tudo nos bairros da Campina, Cidade Velha e Reduto. Entre as novidades na circulação, está o Midas Amazon Studio, que comemora 21 anos de estúdio de gravação de som e ensaios, trazendo como atrações musicais o Trio Andaluz (Luiz Pardal: Violino e Harmônica/ Jacinto Kahwage: Piano / Paulinho Assunção: Percussão) e o Trio Lobita (Andrea Pinheiro: Voz e Percussão, Paulo Moura: Violão de sete cordas e Tiago Amaral: Clarinete).




O novíssimo Solar da Balbúrdia também é novidade. Com atuação no âmbito da

literatura e seus diálogos com outras linguagens, incluindo a pintura, o desenho, a

fotografia e o audiovisual, o espaço tem coordenação dos poetas Antonio Moura e

Izabela Leal.



Ainda na Campina, numa parceria inédita, o Amazônia Doc entra na programação com

a exibição do documentário sobre o Arraial do Pavulagem, às 11h, no Cine Estação

Maria Sylvia Nunes.



Na Cidade Velha entra no projeto a partir desta edição, o Don Barriga, que além das

comidinhas e bebidinhas, traz na programação a exposição "Máscaras Africanas", de

Miguel Barros. Já o Comitê Arte Pela Vida adere o Circular, com Brechó solidário e

venda de bolsas criadas por 13 artistas que levam a etiqueta projeto e os bottons da

diversidade criados pelo grupo de mulheres vivendo com HIV/AIDS.



Nesta edição há vários percursos, a pé ou de bike. O passeio pelas igrejas históricas das

Mercês, Santana e Rosário será conduzido pelo professor e historiador Michel Pinho.

Para quem curte uma bike, pode participar do Bike Tour, que sairá às 8h e às 16h, do

Forte do Castelo. Já o Roteiro Geo Turístico te leva às edificações do arquiteto Antônio

Landi. A saída será às 8h, da Casa das Onze Janelas.



O Laboratório da Cidade realiza ação em parceria com Amigos de Belém, Coletivo de

Intervenções Urbanas de Belém, Verde Cidadão e ParáCiclo, ocupa a Presidente

Vargas. E o Fórum Landi, na Praça do Carmo, chega recheado de programação como a

mostra “Imagem e Afeto: Humanizando a Maternidade no Cárcere”, uma idealização

das Defensoras Púbicas Anna Izabel e Silva Santos, Daiane Lima dos Santos e Vanessa

Araújo em prol das mulheres encarceradas no Centro de Recuperação Feminino (CRF)

do Estado do Pará, e o Coletivo M.AR. - Mulheres Artistas Paraenses realiza extensa

programação.





A Assembleia Paraense também está nesta edição com mais uma exposição coletiva,

assim como o Arquivo Público, Associação Fotoativa e o Sesc Boulevard Ver-o-Peso.

Tem Parada Saudável, paradinha na Cacau Show e ainda Bike Anjo, que será na Praça

da bandeira.



No Atelier Jupati entre outras coisas, haverá exposição de artesanato e arquivos

ufológicos. A programação “Um dia Extraterrestre” traz também um bate papo com

Adriano Barroso, diretor do documentário “Chupa Chupa, a história que veio do céu” e

com o Comandante Newton Cardoso, que teve contato com o fenômeno, em Colares,

nos idos anos 1970.



Vai ter também roda de conversa sobre cidadania, no Centro Cultural da Justiça

Eleitoral, sobre maternidade na ação do ISHTAR, tarde de autógrafos de Renato

Gusmão e muita música no Xibé Cultural, oficina circense, no Casarão do Boneco.



Tem muita exposição: na Kamara Kó e Elf Galeria, Espaço Cultural do Banco da

Amazônia, além do Cintra Café e muitas outras opções, como o Mercado do Sal, que

contempla crianças e adultos, economia criativa no Espaço Vem e Espaço Cultural

Valmir Bispo.



No Reduto, o Hotel Le Massilia traz muitas novidades também em sua programação.

Café da manhã, exposição, música e oficinas. Passem também na lojinha do Peabiru e

na Casa do Fauno, que trará delícias de Bragança, regada a muita música contemplando

a Marujada.



Para matar a fome, você encontra muitas oportunidades na circulação, mas também

pode ir aos restaurantes Dona Joana e Retiro da Sé, além do boteco mais famoso da

Cidade Velha, o Bar do Rubão.



A realização é do projeto Circular e Associação Amigos de Belém, com patrocínio do

Banco da Amazônia e Alubar, por meio da Lei Rouanet, Ministério da Cidadania,

Govrno Federal, com co-patrocínio da Cultura Rede de Comunicação e apoio do

IPHAN, UFPA e Milton Kanashiro.



Programação:

https://www.projetocircular.com.br/categoria/programacao/ .


Serviço

26a edição do Projeto Circular Campina Cidade Velha. Domingo, 2 de junho, das 8h às

20h. Informações: www.projetocircular.com.br / 9198134.7719.


Texto: Luciana Medeiros/Holofote Virtual (91) 98134.7719

https://holofotevirtual.blogspot.com/

Fotos: Cláudio Ferreira

12 visualizações