Projeto transmite on-line projeções em espaços de circulação de pessoas em tempos de pandemia

#CidadeEmFrestas


Projeto Cidade em F(r)estras - Imagem: divulgação.

As ruas são o palco para o Cidade em F(r)estras. Elas já estiveram mais vazias durante a quarentena ou lockdown, e tem uma nova dinâmica levada pela situação da pandemia de Covid-19, que ainda exigem cuidados sobretudo para um olhar coletivo. Por isso, esta edição será realizada em Icoaraci, no próximo sábado, dia (08/08), com transmissão on-line via redes sociais do projeto (Facebook e Instagram), a partir das 20h, com a temática “Mundo Cão”. No local, a equipe do projeto conta com o apoio da Na Casa do Artista, que recebe a iniciativa de artistas de Belém que realizam juntos intervenções em diálogo com a vizinhança, propondo movimento, deslocamento, um debate sobre os desafios coletivos em tempos de pandemia.




O projeto existe há dois anos, e chega à sua 10a edição, a partir de movimentos depessoas de diferentes bairros, que cedem espaços em suas residências ou entidades para receber a programação. Vizinhos e público que trafega na área é envolvido a participar. Com o novo contexto, os fotovarais que eram montados em espaços públicos serão substituídos por novas formas de interação: nas projeções e nas redes sociais do projeto. O fotovaral reunia trabalhos a partir do tema “Mundo Cão”, mantido para aconvocatória on-line de trabalhos artísticos, que traz produção nesta edição de Fernanda Boarin Boechat, Izabela Leal, Márcio Mariath, Maria Heloisa Pinho Franco, Dioclecio Soares Gomes, Laiza Ferreira, Marcelo Rodrigues Silva, Cledyr Pinheiro, Rafael

Fernando Serrão, Katja Hölldampf, Lais Gabrielle de Lima, Ty Silva, Carla Duncan,Marcelo Aversa, Lucia Martins, Simone Machado, Laura Castro, Raquel Minervino, Thaysa Aussuba, Rennan Willian, Ettiene Angelim.





As projeções também trazem trabalhos de artistas convidados na temática da pandemia: Lucia Gomes, Marcela inajá, Thais Badu, Cincinato Júnior, Danielle Fonseca, Antônio Moura, Miguel Chikaoka, Monica Lizardo, Guto Nunes com uma edição recortada do documentário do mestre Damasceno, Marise Maués, Chico com /paisagem sonora/, Galvanda Galvão, Yvana Crizanto e Josi Mendes. “O Cidade em Frestas propõe esse deslocar territórios, por isso que vamos em Icoaraci para discutir esse cotidiano pós-vírus, esses vírus que são ancestrais. Atualmente a gente está lidando de frente com o corona, e é preciso pensar um outro modo sobre a cidade”, diz a artista Galvanda Galvão, uma das realizadoras do projeto.




Estão integrados nesta rede os coletivos Casulo Cultural, Sibilafilmes e Multifário, quelevam para as ruas uma programação multiartes com projeções de videoartes, curtas, animação, documentários, em meio a fotovarais e apresentações de música, performances, teatro. No novo contexto de pandemia, o projeto foi adaptado para as ruas, com projeções em locais ainda de grande circulação, em que na linguagem da arte

se chama a atenção para o olhar coletivo de cuidado na prevenção à doença e seus males, nas esferas econômica, política, cultural, entre outros cenários.



Projeto Cidade em F(r)estras - Imagem: divulgação.


As cenas nas ruas já envolveram cerca de 1,5 mil pessoas, mobilizando para ummovimento das cidades, seus personagens, suas ruas: trata-se de abrir espaço para uma ocupação de suas praças, becos, ruelas, caminhos. O projeto Cidade em F(r)estas surgiu em 2018, e busca movimentar as ruas com produções de arte, sobretudo locais, redescobrir o contato com a vizinhança.




O projeto existe a partir de movimentos de pessoas de diferentes bairros, que cedem espaços em suas residências ou entidades para receber a programação. Vizinhos e público que trafega na área é envolvido a participar. Nesta edição temos como parceiros Na Casa do Artista, Casa de Estudos Germânicos da UFPA, Faculdade de Direito da UFPA, Holofote Virtual, Coletivo Manas e Milton Kanashiro.




Serviço:

Cidade em F(r)estas, com Oficinas – projeções na antiga Estação de Trem de Icoaraci - R. Padre Júlio Maria, 937-995 - Cruzeiro, a partir das 19h, área da orla. Transmissão on-line a partir das 20h, pelas redes sociais do projeto @cidadeemfrestas no FACEBOOK e INSTAGRAM.


Texto: Yvana Crizanto (Assessoria de Comunicação)

60 visualizações