Centro de estudos budistas realiza palestra e retiro em Belém


Lama Jigme Lhawang / Imagem: divulgação.

Com o objetivo de difundir a prática da meditação e ensinos da filosofia do budismo tibetano, o Centro de Estudos Budista Bodisatva (CEBB-Belém) realiza na capital paraense atividades com Lama Jigme Lhawang. Na próxima sexta-feira (18), às 19h, haverá palestra gratuita aberta ao público, no auditório Ismael Nery da Fundação Cultural do Pará (FCP) sobre “A revolução da lucidez: abrindo o coração, despertando a consciência”, e no sábado (19), de 9h às 12h e de 14h às 17h, e dia 20/10, de 8h30 às 12h, no Hotel Regente, ocorrerá um retiro: “A causa primária da iluminação e as bases de treinamento”.




No retiro, serão abordados assuntos sobre superação do sofrimento. Lama Jigme Lhawang oferecerá a transmissão do Ornamento da Liberação de Gampopa, obra literária mais conhecida e estudada em todas as linhagens do Budismo dos Himalaias. Gampopa (1079-1154) foi um grande mestre tibetano que estudou e praticou ambas as tradições do treinamento da mente dos Iogues da antiga linhagem Kadampa, bem como as profundas instruções sobre a natureza da mente do Mahamudra.




O ornamento da “liberação” compreende todos os estágios do caminho até a iluminação. Este retiro contemplará a causa primária da iluminação, a semente búdica que todos temos e abrirá as bases pelas quais iniciaremos o treinamento rumo ao despertar.



Lama Jigme Lhawang


A palavra “Lama” significa “professor e guia espiritual”. Lama Jigme Lhawang iniciou seus estudos e treinamento no budismo em 1995 no Brasil, aos 14 anos de idade. Em 2003, dirigiu-se à Índia, local onde recebeu sua ordenação laica (skt. upasaka) por Sua Santidade o Dalai Lama e, em seguida, a ordenação monástica por Sua Santidade Trulshik Rinpoche, autoridade máxima da linhagem Nyingma, hoje já falecido. Na sua formação como monge, Ven. Lama Jigme Lhawang recebeu empoderamentos, transmissões orais e ensinamentos de todas as principais linhagens do budismo tibetano – Nyingma, Káguiu, Sakya e Gelugpa – por muitos de seus principais representantes e líderes espirituais, tais como S.S. Dalai Lama (líder espiritual do povo tibetano), S.S.Gyalwang Drukpa (líder espiritual da Linhagem Drukpa), S.S. Sakya Trizin (líder espiritual da Linhagem Sakya) e S.S. Trulshik Rinpoche (líder espiritual da Linhagem Nyingma).




Atualmente, Lama Jigme Lhawang é um dos tradutores oficiais do tibetano de S.S. Gyalwang Drukpa e da Linhagem Drukpa. Em 2014, com as bênçãos e orientação de S.S. Gyalwang Drukpa, tornou-se um lama ngakpa (um guia espiritual tantrika, integrando sua prática espiritual na vida familiar dentro de um contexto laico no ocidente), habilitando-o a desenvolver seu trabalho como professor, tradutor e lama em meio ao mundo laico.



Serviço

Palestra “A revolução da lucidez: abrindo o coração, despertando a consciência”

18/10, às 19h

Auditório Ismael Nery da Fundação Cultural do Pará (FCP) - Av. Gentil Bittencourt,

650 - ENTRADA GRATUITA


Retiro: “A causa primária da iluminação e as bases de treinamento”

19/10, de 9h às 12h e de 14h às 17h, e dia 20/10, de 8h30 às 12h

Hotel Regente

Contribuição sugerida: R$ 200,00

Vagas limitadas

Inscreva-se no link http://bit.ly/cebb-belem


Texto: Dominik Giusti - (91) 98107-8710 / (Sorella Conteúdo)


31 visualizações