top of page

Banda Sayonara comemora 60 anos de trajetória musical em show especial

Imagem: divulgação.

A Banda Sayonara vai comemorar nos dias 7 e 8 de dezembro, às 21h, seus longos 60 anos de trajetória em um show especial que vai resumir de forma espetacular, grandes momentos, músicas e memórias desta banda que representa a cultura e a musicalidade paraense na sua rica história de contribuição ao imaginário amazônico da região norte. O evento será realizado na Cervejaria Oficial, no Umarizal, onde promete marcar a história da Sayonara e do público, com surpresas emocionantes.




"Ninguém chega a 60 anos de carreira sozinho, claro, grande parte desse esforço inicial é dos artistas, mas existe uma equipe que foi importantíssima nessa trajetória pra que a banda chegasse até aqui com o sucesso que chegou, por que a Sayonara é querida, continua sendo extremamente solicitada pelo público nos shows, redes sociais, enfim, todas essas conquistas a gente deve a uma equipe coesa, sempre tivemos a sorte de trabalhar com músicos maravilhosos. Um segundo segredo do nosso sucesso é a paixão Sayonara, e pelo meu pai, Antônio Lima, que assumiu a banda logo no início, e doou muito amor, e isso sem dúvida foi fundamental pro nosso sucesso”, ressalta Lucinnha.





O segredo para tanta resiliência de conseguir se manter firme e forte no coração e na alma do público que aprecia a música da Sayonara, está na capacidade de ouvir e compreender o outro, fruto de uma parceria única entre a equipe que fez e faz a banda acontecer, sem esquecer de mencionar, é claro, a paixão pela música de cada integrante desde o início de tudo.




“Os aprendizados que carregamos desses 60 anos são muitos, temos que valorizar e ter a consciência de que a gente não faz nada sozinho, a gente precisou de todos, colegas, imprensa, rádios, público, fãs, para construir esse sonho que chega aos seus 60 anos, então compreender que esse time, que sempre jogou junto, são alguns dos nossos maiores aprendizados”, resume Lucinnha Bastos.




O nome “Sayonara” que dá identidade ao grupo, foi inspirado em um filme que o professor Sarmânio assistia durante um dia em que chegou a sua casa e percebeu o intenso debate sobre qual nome deveria estampar aquele grupo promissor de Belém, conforme explica Luciano Bastos: "Na época não era conjunto, não era nada, era uma turma que se reunia aqui perto da igreja de São Raimundo Nonato, na casa do falecido professor Sarmânio, e a gente ensaiava lá, até que me convidaram pra entrar. A partir daí ensaiamos muito, até que nos convidaram pra fazer um show na igreja, e até então ainda não tínhamos um nome" recorda um dos fundadores da banda e pai da cantora Lucinnha Bastos.



Imagem: divulgação.


A banda, que parou suas atividades durante o período de agravamento da pandemia, ficando afastados até mesmo da realização de lives, está retornando às suas atividades presenciais e se reencontrando aos poucos com seu público fiel: “Imagina voltar comemorando esse aniversário de 60 anos com o nosso público, que é extremamente importante nessa celebração, por que são eles que tornam a banda mais conhecida e fazem-nos sentir tão amados e importantes na música paraense, sem dúvida vai ser um reencontro caloroso”, comemora Lucinnha.




Com seis décadas de atuação e inúmeros sucessos que são sempre atuais, fazer a seleção do repertório acabou se tornando uma das partes mais difíceis da consolidação do show: “Na construção do repertório a gente sentiu dificuldade, por que em 60 anos, muitos ritmos e sucessos foram consolidados, então extrair de seis décadas um repertório de um show, é muito complexo, são inúmeras gerações, estilos, ritmos, mas a gente vai tentar agradar todo o público dos anos 60, 70, 80, vai ser uma noite inesquecível”, afirma Lucinnha, que iniciou sua carreira como cantora, na Banda Sayonara.




Para deixar a noite completa de emoções, a banda recebe convidados especiais como: Jorge Silva, que cantou na banda muito tempo; a cantora Conca, e uma surpresa para os amantes da Sayonara, a cantora Sonia Lima, esposa do fundador da banda, Antônio Lima, e uma das primeiras vocalistas do grupo, que fez questão de estar presente nesta data ímpar: “Infelizmente não podemos chamar todos, ainda temos um decreto em andamento, e estamos tentando adequar tudo da melhor maneira possível pra segurança de todos. Os que estarão ali estão representando o nome de muitos outros que fizeram o nome da banda”, lamenta Lucinnha sobre impossibilidade de incluir toda a imensidão de parceiros da Sayonara que somaram para que chegassem até aqui.





Serviço: Banda Sayonara celebra 60 anos de carreira. Dias: Terça-feira (7/12) e quarta-feira (8/12) às 21h, na Cervejaria Oficial do Umarizal. (Instagram @bandasayonara)



Texto: Adriana Fukuoka (91) 98069-1974 (Agência Conceito A)


Palavras-Chaves




bottom of page